OPINIÃO – Escolas desactivadas!

1
2
 

                                                                          
A escola primária mista de
S. Paio de Mondego foi construída na zona de lazer das Ermidas no ano de 1960.
Assim sendo, comemorou em 2010 as bodas de ouro. O modelo de construção, seguiu
as normas em vigor naquele tempo, ao abrigo do Plano dos Centenários, onde os
projectos praticamente todos iguais, eram razão de poupança de dinheiro ao
estado.
A escola da freguesia
chegou a funcionar na casa que é hoje do Sr. José Coelho de Sousa, praticamente
no centro da aldeia e também funcionou no lugar da Estrela de Alva. Também, por
motivos desconhecidos, não funcionou durante alguns anos na Freguesia e os
alunos de S. Paio de Mondego iam para a escola da Cruz do Soito.
Uma escola ainda mais
antiga, perto deste mesmo local, passou a ser residência da Sr.ª Professora,
edifício este, que serviu de armazém, ao azeite que era apanhado naquele tempo,
“SÉC.XVIII e XIX” em quantidades exorbitantes, pelos amigos e Irmãos da
Confraria Nossa Senhora das Neves, tendo sido mais tarde transformado em Jardim
de Infância e inaugurado oficialmente em 1982.
Tempos muitos difíceis sem
dúvida, mas que foram importantes naquela altura. Quantas não foram as aldeias
Portuguesas, que não ficaram com escolas como estas a funcionar em pleno, com
professores que vinham de qualquer lado do país e dadas as dificuldades de
transporte, acabavam por se fixar nestas aldeias pequeninas do interior deste
Portugal recôndito. Por exemplo, uma das professoras que veio dos Açores,
acabou por aqui casar em S. Paio de Mondego, onde fez a sua vida e já depois do
25 de Abril de 1974, é que acabou por ir morar para Coimbra.
No Jardim-de-Infância, a
educadora que veio em determinada altura, acabou por também por encontrar o
homem da sua vida e assim, aqui casou, tendo construído a sua habitação e com
isso terá acrescentado valor a esta nossa aldeia e ajudado a aumentar o número
de habitantes, facto muito importante, dado o êxodo que estava a acontecer de
pessoas para Lisboa e para os países da Europa.
Esta escola está hoje
cedida, à Associação Cultural e Desportiva de S. Paio de Mondego, de parcos
recursos, que procura ali organizar alguns eventos culturais durante o ano, mas
que se está a ver com problemas sérios, de infiltrações de águas no telhado e
falta de condições para levar a cabo algumas manifestações de índole cultural e
de apoio ao associativismo.
Está em fase de conclusão
um projecto, que prevê utilizar este espaço dentro da zona de lazer das
Ermidas, pertença da Freguesia de S. Paio de Mondego, sendo para isso
necessário que o Município faça a doação dos 81 metros quadrados que a escola
tem de implantação, que acabaram por ser registados em devido tempo em nome do
Município.
Uma cedência anual não
garante a propriedade e para que ainda exista algum aproveitamento para o
local, será necessária a cedência definitiva. Assim, ali nascerá um outro tipo
de edifício, devidamente enquadrado com o local, feito por estas gentes que,
quando costumam meter mãos ao trabalho, conseguem facilmente atingir os
objectivos que nos são comuns a todos.
O sonho está nas nossas
mentes. A força da união, mais uma vez do nosso lado. Saibamos nós conquistar
os corações das pessoas que possuem o poder de decidir em Penacova, no sentido
de que venham ao encontro dos nossos ideais. Tenhamos nós também a sorte, de
que nos ajudem e apoiem nesta ambição, que sem ser desmedida, é grandiosa e
para a qual temos que reunir todos os esforços, unindo todas as pessoas em
torno dum objectivo final, a construção do Centro Social Cultural e Recreativo
de S. Paio de Mondego.

 António Catela

1 COMENTÁRIO

  1. Mais um belo texto Catela, você como sempre inspirado, apelando para o bom senso, a responsabilidade, e o amor a uma causa. É isso aí, muitas vezes somos os instrumentos utilizados para o logro de um benefício a todos. Então mãos à obra. É o que fizestes. E Pedro, claro, como sempre, no apoio às boas causas. parabéns aos dois.