OPINIÃO – Termo de Abertura

1
3
Nuntio nihil imputandum*

Pedro Viseu teve a amabilidade de me lançar o desafio de passar a escrever a minha opinião no ‘Penacova Actual’. Na missiva que me mandou procurou explicar-me as razões do convite, que – confesso – me deixaram lisonjeado. Procuro ser um homem de desafios, e são raros os que não aceito – defeito ou feitio, quem saberá?. E este aceitei-o com agrado.

Procurarei deixar a minha opinião pessoal sobre as gentes que aprendi a estimar muitíssimo. Sobre uma região que muito aprecio, e pela qual já me sinto afeiçoado. O amor tem destas coisas.

Procurarei não assumir o papel do estrangeirado – nem para o bem, no elogio fácil, nem para o mal, na critica pretensiosa.

Procurarei transmitir o que sente o homem – distanciando-me do que, em nome do politicamente correto, deve dizer o jornalista.

Estarei aberto à critica e aceito conselhos com relativa facilidade. Esperarei, dos penacovenses, ou afins – grupo onde já me incluo -, a lealdade de me dizerem um basta quando já valer a pena dizer, aqui, mais nada.

* O Mensageiro não merece pancada


Nelson Correia Borges

1 COMENTÁRIO