Estrada CM1250

1
3
  
 Provavelmente este nome nada diz à maior parte das pessoas. No entanto, se a identificar como a estrada que nos leva desde a Espinheira até Carvalho, muitos, senão todos, saberão já de que estrada estou a falar. Pois bem, desde a Espinheira até à Portela de Oliveira, a estrada estará boa! Aliás muito boa quando comparada com o restante percurso!
Isto porque, a partir da Portela de Oliveira, é buraco atrás de buraco. Como sabem, a Mata do Buçaco lá teve que ver as suas árvores deitadas abaixo à conta do terrível nemátodo! Isto obriga a trabalhos por parte dos madeireiros. Por si só, esta situação já é má pois implica a destruição de uma das mais belas paisagens que tínhamos! Mas não fica por aqui, pois além da destruição da mata, há também destruição da referida estrada! Estrada essa que já não era boa mas que ficou muito pior! È importante chamar a atenção para o facto de que a última intervenção de me lembro nesta estrada foi uma simples marcação, a meio da estrada apenas! E não nas bermas onde, sendo uma estrada de serra, seria importante! Particularmente em noites de nevoeiro, de modo a que se percebessem os limites da mesma.
Mas voltando àquilo que me levou a escrever este texto, aquela estrada está toda destruída! Porque aquilo já não são buracos! Aquilo são crateras! Qualquer dia, se ninguém fizer nada, aquela estrada será conhecida como o melhor e mais difícil percurso de TT do nosso concelho! E isso até seria bom pois poderia atrair alguns dos aventureiros do TT ao nosso concelho! O grande problema é que aquela estrada é a principal ligação à sede da Freguesia de Carvalho e das aldeias circundantes! Ou seja, várias pessoas têm que lá passar todos os dias, para ir para o trabalho, o que leva a um desgaste mais acentuado dos seus veículos. Para além do desgaste causado nos veículos, é por demais evidente que esta situação põe também em causa a segurança dos utentes da estrada, uma vez que, por cada buraco, existe gravilha, pedras e alcatrão solto, o que leva a uma pior aderência dos veículos.
Eu passo por lá com alguma regularidade e sempre que lá passo, descubro mais um buraco! Ou então, apercebo-me que um que já lá estava, fez o favor de ficar ainda mais fundo! Assim, sem vias de acesso com condições mínimas, a população vai fugir ainda mais daquelas zonas. E a fugir, certamente não ficará pelo concelho! A fugir, irá para os concelhos que lhes ofereçam melhores condições, quer a nível de estradas, quer a nível de trabalho. Se pelo menos as nossas estradas forem boas, talvez a população se sinta mais tentada a ficar por este concelho, apesar de se ver obrigada a trabalhar noutros.
Mas, entretanto, pode ser que os mecânicos se vão safando com os arranjos necessários nos veículos! Pelo menos, que as pessoas levem os seus carros aos mecânicos cá da terra!
Por Bráulio Gomes

1 COMENTÁRIO

  1. Olá Bráulio,
    Realmente dou-lhe toda a razão.
    No mês de Fevereiro para infortunio meu, furei naquele trajecto, 3 pneus. Enviei conhecimento à Câmara, à Junta, à Gnr e à Associação de Florestas, com fotos, com descrições e com facturas.
    Até agora nada me disseram. Sei que a outros aconteceu o mesmo.
    Nem vergonha há.
    Apenas soube que foram chamados os madeireiros à Junta de Freguesia de Cravalho, em Conjunto com o persidente da Câmara e nenhum compareceu.
    é o desgoverno em que vuvemos!
    Bem haja.