Grupo Etnográfico de Lorvão ofereceu Festival Internacional *

0
1
O Grupo Etnográfico de Lorvão (Penacova) preparou de forma organizada o seu XXII Festival Internacio​nal de Folclore, que se concluiu por um assinalável êxito. O Festival Internacional de Lorvão reuniu distintos representantes folclóricos nacionais, como a parte internacional esteve a cargo de prestigiadas representações. O mosteiro de Santa Maria de Lorvão emprestou toda a sua beleza arquitectónica ao cenário da admirável mostra de folclore.


O Festival Internacional de Lorvão sucede ao Festitradições de Povos do Mundo, que durante 11 anos foi realizado graças a uma parceria entre os grupos de Lorvão, Chelo e Penacova, e que este ano não terá concretizada a sua edição.
Daniel Gaudêncio, presidente do Etnográfico de Lorvão, disse-nos que o propósito que presidiu à organização e realização do Festival Internacional deste ano foi o de “manter a qualidade por que nos temos pautado ao longo dos anos nas Galas que organizamos”.
O cenário magnificente do admirável Mosteiro de Santa Maria de Lorvão serviu de novo à grande festa do folclore nacional e internacional, que na tarde de 17 de Julho cativou quantos assistiram à actuação dos grupos participantes, a que não foi alheia uma boa selecção dos grupos convidados. De Portugal lá estavam o grupo organizador, como o Grupo Folclórico As Lavradeiras da Meadela (Viana do Castelo), o Rancho Folclórico de Zebreiros (Gondomar) e o Rancho Folclórico de Gouveia. As formações internacionais vieram da Hungria e da Colômbia, respectivamente os grupos: Forrás Folk Ensemble – Százhalombatta, da Hunfria, e a Agrupación Artística Danzar, da Colômbia.
Mas antes os intervenientes no Festival foram recebidos a meio da tarde em cerimónia de boas-vindas no deslumbrante Cadeiral do Mosteiro de Lorvão. O dirigente do Grupo de Lorvão, Daniel Gaudêncio, deu as boas-vindas aos participantes nacionais e estrangeiros deixando claro os objectivos da realização: “manter a qualidade do evento de vinte e um anos do Grupo Etnográfico de Lorvão”. O presidente da Associação Pró-Defesa do Mosteiro do Lorvão, Dr. Nelson Correia Borges ofereceu aos visitantes uma autêntica lição de história, da região e do emblemático Mosteiro do Lorvão. Para a vereadora da Cultura da Câmara de Penacova, a iniciativa do Grupo de Lorvão traduz o “poder do querer”, apesar das “dificuldades financeiras que se vivem”. Elogios ao trabalho partiram também da representante da Federação do Folclore Português, Dr.ª Tânia Gabriel.
O projecto etnográfico de Lorvão, na continuada preservação e divulgação dos aspectos culturais tradicionais da região, receberam generalizados louvores das entidades representadas na cerimónia: o presidente da Câmara Municipal de Penacova; presidente da Junta de Freguesia de Lorvão e o director do Jornal Folclore.

*texto gentilmente cedido por Jornal Folclore e fotos do Grupo Etnográfico de Lorvão