Equipa Júnior do União Futebol Clube, tem seis universitários no plantel*

0
3
Quatro defesas e dois médios frequentam o ensino superior. São cinco engenheiros e um biólogo a provar que é possível conciliara bola e os estudos.

Entre as equipas juniores do distrito há uma que se destaca no que ao número de estudantes universitários diz respeito: O União Futebol Clube. A colectividade da freguesia de Figueira de Lorvão conta como seis atletas universitários e, até há pouco tempo, com um trabalhador que, contudo teve de desistir por causa dos horários.
O conjunto de Penacova não é designado como o “clube dos estudantes”, mas a verdade é que os seus jovens fazem questão de demonstrar que a prática desportiva pode ser conciliada com os estudos no ensino superior.
Vítor Silva, o treinador da equipa, é um homem orgulhoso dos seus atletas «Tenho um gosto grande quando eles me dizem que têm boas notas na escola e quando entram para faculdade», refere. A brincar com a situação, acrescenta que gosta menos «quando dizem que não vêm treinar porque têm testes ou frequências, pois em vez de ter cá 15 ou 16 para treinar, tenho 10 ou 11».
Boa disposição faz parte da forma de estar de Vítor Silva, que morou em França vários anos. Quando regressou ainda fez uma “perninha” no União FC. Confessa que não conseguiu conciliar muito bem «os estudos e a bola». Mas agora os tempos são outros e «eles têm condições para o conseguirem fazer, como se comprova ao ter seis universitários num grupo de vinte e poucos atletas».
Objectivo é formar para a equipa sénior
Integrado na Série A do “Distrital” de juniores, o União FC, está na 12ª posição entre as 14 equipas. «Na tabela classificativa estamos um pouco mal, os últimos jogos não correram muito bem. Mas é uma fase que temos de ultrapassar para irmos para a nossa posição que, acredito, por ser uns lugares mais acima», diz Vítor Silva. «Mas sem grandes ambições», acrescenta, de imediato.
As lides cimeiras pouco dizem a um clube que aposta forte numa formação que “alimente” a equipa principal. «O objectivo em termos de clube, é preparar os atletas para que possam integrar a equipa sénior quando lá chegarem», explicou.
A aposta na prática desportiva dos jovens acaba por dar frutos até para as restantes equipas de Penacova. «Nos últimos anos, temos andado a fornecer atletas para os clubes do concelho. Há três ou quatro atletas que saíram para clubes aqui vizinhos e que, agora, jogam contra nós nos seniores», refere.
O caso não é único, há muitos emblemas a “ajudar” os seniores de outras paragens. Vítor Silva compreende a situação, até porque «nem sempre a equipa sénior consegue absorver toda a formação e alguns saem com a condição de “rodar” um ano e depois voltarem para integrar a equipa sénior do União FC. Outros, simplesmente preferem ir jogar para outros lados».
O treinador lamenta em especial a saída de um «atleta que gostava de ter na equipa sénior. No ano passado era o único universitário nos juniores e fez todas as cadeiras, este ano ainda fez a pré-temporada, mas optou por não jogar por causa dos estudos. São opções».
A equipa conta, neste momento, com 19 atletas. Houve quem estivesse e não ficasse: o rapaz que já trabalha e não tem tempo para jogar e um que era de longe e «provavelmente desistiu». Certo é que o União FC contará com uma equipa que deseja dignificar o emblema nos campos do distrito. E dela fazem parte cinco aspirantes a engenheiros e um a biólogo.

Técnicos com curso, delegada é universitária

Se dentro das quatro linhas parece não faltar instrução aos atletas juniores do União FC, fora delas também não há que reclamar. Vítor Silva, o treinador principal, tem o curso de nível II e procura sempre aperfeiçoar a vertente do treino de guarda-redes.
O técnico acompanha as outras equipas do emblema do Campo da Feira Nova, ajudante no treino específico de guardiões. Marco Teixeira é o jovem técnico-adjunto, que tem diploma do curso de nível I, auxiliando em todo o trabalho de campo.
Os universitários na equipa de juniores estendem-se a Jéssica Silva. A “delegada” da equipa (filha do treinador principal) é finalista do Curso de Contabilidade e Gestão, do ISCAC, reforçando o elenco de ensino superior que reina no Campo da Feira Nova em Gavinhos.
Transcrito por Penacova Atual  do original de Ricardo Ferreira Santos (edição impressa de 01.12.2011