Agradecimento ao INEM e aos Bombeiros de Penacova

1
3
“Gostaria de agradecer ao médico e ao enfermeiro do INEM que na passada madrugada de 18 de janeiro socorreram o meu avô, no IP3, depois da saída de Souselas. Não sei os nomes, pois a pressa em correr para o hospital e a angústia que sentia não me permitiram tentar saber nomes, nem agradecer devidamente. A chamada foi efetuada por mim pelas 3h50 para a linha 112 e prontamente os Bombeiros Voluntários de Penacova se deslocaram ao local.

Agradeço-vos! Muito obrigada por terem salvo o meu avô! São profissionais como vocês que enaltecem o Instituto Nacional de Emergência Médica! Bem-hajam!”


Estão de Parabéns:
 

Centro de Orientação de Doentes Urgentes

Operadores: Nelson Macias, Júlio Faria, Graça Alves e Maria João Fonseca
Médicos: Elmira Conceição Neto e Joaquim Cardoso 

Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Centro Hospitalar de Coimbra

Enfermeiro: António Manuel Carvalho
Médico: João Quadrado 

Ambulância de Suporte Básico de Vida do INEM dos B. V.  Penacova
Bombeiros Roberto Miguel e Soraia Santos

“Muito especialmente, obrigada aos bombeiros, pois se não fosse o seu profissionalismo e rápida atuação talvez o meu avô já não estivesse entre nós. Fizeram-me acreditar que ainda há pessoas competentes e que, acima de tudo, se preocupam com o próximo.

E ficou-me uma certeza: os Bombeiros não são Deus pois há situações que não controlam. Às vezes as coisas não correm bem, não por falta de profissionalismo da vossa parte ou porque, como se diz em tom de desabafo quando as coisas correm mal: “demoraram muito tempo a chegar”. Não! Não são Deus! Mas podem ser pequenos anjos! E nesta madrugada, vocês foram pequenos (grandes) anjos que fizeram tudo para salvar o meu avô, cujo coração teimava em não funcionar. Obrigada!

Continuem com o vosso excelente trabalho!”

 

Por Margarida Sousa Brito

1 COMENTÁRIO

  1. Fizeste muito bem em agradecer, pois não se deve só criticar o trabalhodeles que por acaso é bastante duro. Eu sei o que digo já lá trabalhei e vi bem o quanto é duro. Às vezes nâo podem chegar a todo o lado è bem verdade. Já agora tudo de bom para o teu avô e as melhoras.