A Política da Verdade, A Política da Mentira

3
4

Entrei na política local pela mão de pessoas por quem sempre tive muito apreço e respeito. Pessoas que não traem a sua consciência. Por imodéstia, gosto de me incluir entre os que agem de boa-fé, os que têm por missão a honestidade e a lealdade própria de uma cidadania de convicções.

O respeito pelos adversários políticos é um dos propósitos mais fortes da democracia. Confrontado com recentes ataques onde é posta em causa a dignidade profissional e pessoal de outrem, de forma indecorosa, injusta e leviana, motiva-me a indignação que aqui expresso. Na política e na vida não vale tudo…
Um executivo eleito para um município deve ter as condições elementares para colocar em prática o programa escolhido pela população. Para isso necessita de gente que se comprometa com um esforço vigoroso, no cumprimento desse programa. O interesse público levou o município de Penacova a designar uma equipa, reduzida, com a decência de não perpetuar nos cargos estas pessoas. São profissionais sem vínculo e contamo-los pelos dedos de uma só mão. Gente que se dedica de corpo e alma ao município.
Pelo contrário, herdámos em Penacova gabinetes de apoio político encapotados, constituídos por boys do PSD em associações intermunicipais, pagos pelo dinheiro dos penacovenses, e que não tiveram nem a honra nem a dignidade de se demitirem das funções que ocupam. E quanto dinheiro isto nos custa… Esta é a verdade que desvenda tantas mentiras que ao longo dos anos têm sido ditas. Isto sim, desprestigia a política e os políticos. As pessoas sentem desprezo, compreensivelmente, pelos boys, um conceito que emergiu no tempo do cavaquismo, e que se tem perpetuado nos sucessivos governos. Mas basta de tanta mentira, basta de atirar areia para os olhos dos cidadãos, manipulando-os e fazendo-os crer que a realidade é diferente daquele que existe. Haja decoro!
Insurjo-me ainda com os laivos e resquícios de métodos pidescos que infelizmente a democracia não conseguiu sacudir. Denúncias, a maioria anónimas, enviadas em período eleitoral e não só, com o intuito de denegrir pessoas de bem, apenas pelo facto de serem opositoras do autor e autores das denúncias, revela fraqueza e cobardia, não havendo coragem para enfrentar combates políticos leais e honestos, onde prevaleça o desenvolvimento do concelho e o interesse coletivo.
Aos nossos concidadãos devemos respeito e estes merecem que coloquemos os seus interesses coletivos à frente das ambições pessoais. Quero evocar aqui um mau exemplo. O atraso da freguesia de Lorvão e a sua inépcia que há tantos anos tem sido escamoteada, começa hoje a ser vencido, com investimentos muito relevantes (construção do Centro Educativo de Lorvão; recuperação da Casa do Monte, apenas para citar dois deles) com a ambição do Executivo municipal em recuperar esse atraso. É deveras preocupante verificarmos o voto contra do presidente da Junta, na Assembleia Municipal, não defendendo os reais interesses da freguesia que o elegeu. Há quem goste do fracasso da política local quando não tem nas suas próprias mãos o chicote do poder…
Por último, e um aspecto que deverá preocupar os Penacovenses, é o esvaziamento de serviços públicos que está a acontecer abruptamente pela mão do actual Governo, como o Tribunal de Penacova, e o encerramento do Hospital de Lorvão, provocando assim um atraso civilizacional no concelho de Penacova, ficando os Penacovenses, e não só, privados da proximidade de serviços essenciais.
Por todas estas razões, intensifico a minha vontade de trabalhar, pois o caminho é árduo e difícil. Não sou um político de carreira. Daí que me revolte com os que diariamente se entretêm a pregar rasteiras a quem quer trabalhar e acrescentar valor a esta terra maravilhosa que é Penacova.
Ricardo Simões
(Vereador do Município de Penacova)

3 COMENTÁRIOS

  1. Tenho o Vereador Ricardo em grande consideração, tanto pelo que representa para o Município, como pessoa, e ainda como amigo que o considero ser. Mas não posso deixar passar em claro as afirmações aqui ditas nesta sua mensagem. Primeiro, porque todos sabemos quem pretende atingir, e sendo amigo dos dois, aflige-me, verificar como a política pode alterar o comportamento das pessoas. O dito boy, foi convidado a permanecer nos corpos diretivos da mencionada associação intermunicipal, após a conclusão do estágio profissional, tanto por presidentes de câmara do PS como do PSD, e foi elaborado um contrato de trabalho, antes de qualquer expressão de voto dos munícipes. Não compreendo porque continuam a fazer dele um "cepo de marradas", querendo alterar o sentido das coisas, dizendo que a associação intermunicipal, que presta serviços a mais municípios, e cujos associados são mais particulares do que públicos, é um gabinete de apoio político encapotado. Se assim é, tirem de lá as pessoas e façam as vossas nomeações!
    Em segundo, verifica-se uma certa contradição, em relação às ditas denúncias anónimas, tendo em consideração ao que se passou com as mesma pessoa alvo, no período da sua própria lua-de-mel. Lembram-se? Acusaram-no de benefício próprio, por ser efetuada a pavimentação de uma estrada, porque era o acesso à quinta onde iria ser a boda do seu casamento! Tenham dó!!!
    Em terceiro, os investimentos em Lorvão! É necessário dizer-se, que estes investimentos, também têm sido constantemente adiados por este executivo. O centro educativo já tinha projeto em 2009, a Casa do Monte, com investimento sempre contrariado pelo PS, vê agora (após dois anos de mandato) um novo quadro de investimento e um novo projeto, executado à rebeldia no Presidente da Junta, e o Centro Histórico com verbas previstas, sem um cêntimo de investimento.
    Mas é necessário dizer-se que o Concelho de Penacova tem mais lugares, mais gente, mais necessidades e requer mais cuidados, mais atenção.
    Caro Ricardo, o nosso Concelho, as nossas Terras, não querem só festa e só desporto, quer carinho, atenção, investimento, postos de trabalho, resolução de problemas. Conforme disse, "na política, não vale tudo", mas "quem tem telhados do vidro, não deve atirar pedras ao vizinho".
    Um grande abraço.
    Sérgio Assunção

  2. Então se tem vontade de trabalhar, ponha mãos à obra em vez de perder tempo a escrever coisas inúteis! E já agora, tenham mais respeito pelos contribuintes e não destruam a excelente condição financeira que tinha a Câmara Municipal de Penacova no tempo dos ditos "boys"! Numa altura em que o país atravessa uma fase tão negra, não vejo qualquer utilidade em gastar milhares de euros em iluminações de Natal e afins, já para não falar dos montantes que servem para pagar àqueles que conseguiram autênticos "tachos" e não fazem 'nenhum' pelo bem da comunidade e da freguesia!

  3. Gosto! Gosto mesmo! Muitos parabéns! Exercícios intelectuais como este, de tiro ao alvo, extenuantes ao nível do gasto de ATPs, são de facto uma excelente forma de enriquecimento pessoal, de rentabilização dos nossos impostos e de um próspero desenvolvimento do nosso concelho! O seu brilhante percurso sairá claramente beneficiado e não tenho dúvidas que as competências adquiridas neste e em outros exercícios semelhantes, que constam na cartilha de acções prioritárias do seu partido, serão uma mais valia para uma potencial reinserção no mercado de trabalho puro e duro!

    Sónia Chelinho