Sazes do Lorvão – Lar e centro de dia devem acolher primeiros utentes dentro de um ano

0
2
Se hoje passarmos pela localidade das Contenças, já podemos ver as obras que irão transformar a
antiga escola primária daquela localidade da freguesia de Sazes do Lorvão, num útil, moderno e funcional Lar e Centro de Dia.
Em
março, as previsões de Gilberto Simões, apontavam para que aquele equipamento
estivesse a funcionar passado um ano desde o início das obras, o que poderá vir a
ser uma realidade, já que os trabalhos decorrem a bom ritmo.
Recordemos
então o que e naquele mês se escreveu acerca do assunto, num artigo assinado por
Zilda Monteiro, no jornal “O Despertar”:
 
 

As instalações da antiga escola primária de Contenças, na
freguesia de Sazes do Lorvão, concelho de Penacova, vão transformar-se num Lar e Centro de Dia,
duas valências que irão dar uma nova resposta à população idosa da freguesia e
respetivas famílias.
 
O
concurso para esta transformação foi já aprovado e já foi selecionada a empresa
que irá dar vida à obra. Segundo Gilberto Simões, presidente da Junta de
Freguesia de Sazes do Lorvão, os trabalhos devem começar em breve e têm um
prazo de execução de 12 meses. Assim, se tudo correr como previsto, o novo
equipamento social deverá abrir dentro de um ano, dando assim resposta às
necessidades da população idosa e dos seus familiares.
Segundo
Gilberto Simões, a parte inferior irá acolher a valência de Centro de Dia,
enquanto a superior será adaptada para o lar, que terá capacidade para receber
em simultâneo dez utentes acamados. As instalações irão dispor de três quartos
duplos e quatro quartos individuais. O projeto prevê que sejam mantidos os
traços exteriores do edifício da escola.
Este
novo equipamento social irá acolher também os utentes que já frequentam o
Centro de Dia que se encontra a funcionar numas instalações provisórias no
edifício sede da Junta de Freguesia de Sazes do Lorvão.
Com
o novo Lar e Centro de Dia, os idosos irão poder manter-se na sua freguesia, no
ambiente que conhecem bem e perto dos familiares. Proporciona também melhores
condições às próprias famílias que, assim, terão oportunidade de proporcionar
melhores condições aos idosos sem os obrigar a sair da localidade e sem os
privar do contacto com as pessoas que conhecem.
Orçada
em cerca de 400 mil euros, a obra é financiada com fundos comunitários,
contando também com a comparticipação da Câmara de Penacova, da AD ELO –
Associação de Desenvolvimento da Bairrada e Mondego e dos baldios da Serra do
Buçaco. O valor restante é da responsabilidade do Centro de Bem Estar de
Figueira do Lorvão, instituição particular de solidariedade social que irá gerir
a infraestrutura.