Temperaturas podem chegar aos 41 graus, avisa a Direção-Geral de Saúde

0
2
De acordo com o Instituto de Meteorogia, prevê-se que hoje as temperaturas máximas aumentem, com as regiões norte e centro a
atingirem valores entre os 30ºC e os 35ºC e a região sul valores
superiores a 35ºC, podendo em alguns locais do interior sul ultrapassar
os 40ºC. Os níveis de radiação ultravioleta (UV) estarão, também, muito
elevados.
Por apresentarem temperaturas elevadas que podem
provocar eleitos negativos na saúde, hoje vão estar em alerta amarelo, os distritos de Braga, Bragança, Vila Real,
Coimbra, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Lisboa, Setúbal,
Portalegre, Évora e Beja
(ver mapa de alertas).
A Divisão de Saúde Ambiental e
Ocupacional da DGS disponibiliza uma área específica com recomendações e
orientações sobre o verão. Para aceder a essa informação consulte o “Especial Verão” ou ligue para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24).
 
Conselhos para a População em geral:
  • Aumentar a ingestão de água ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Nos períodos de maior calor permanecer em ambientes frescos;
  • Evitar, sempre que possível, exercícios que exijam esforços físicos;
  • Evitar
    a exposição direta ao sol entre as 11 e as 17 horas. Em praias e
    piscinas, renovar a aplicação de protetor solar de 2 em 2 horas e após
    os banhos;
  • Fora de casa, utilizar roupa solta, opaca, cobrindo a
    maior parte do corpo, chapéu de abas largas, óculos com proteção contra
    radiação UVA e UVB e utilizar protetor solar com fator igual ou
    superior a 30. Os trabalhadores no exterior devem reforçar a sua
    proteção, fazendo uma boa hidratação e pausas regulares em locais mais
    frescos;
  • Ao viajar de carro escolha as horas de menor calor. A
    permanência de pessoas dentro de viaturas expostas ao sol, especialmente
    se forem crianças, grávidas ou idosos, deve ser evitada.
Concelhos para idosos, crianças, grávidas e doentes crónicos:
  • Uma
    vez que as pessoas idosas são particularmente vulneráveis, é importante
    que os familiares e vizinhos estejam atentos à necessidade de ingestão
    frequente de líquidos e de assegurar um ambiente fresco;
  • As
    crianças com menos de 6 meses não devem ser sujeitas a exposição solar
    pelo que não se aconselha a sua ida à praia. As crianças com menos de 3
    anos deverão evitar a exposição direta ao sol;
  • As grávidas
    deverão ter cuidados especiais. Devem observar as recomendações de
    hidratação (ingestão frequente de líquidos), bem como evitar a exposição
    direta ao sol. Deverão, igualmente, moderar a atividade física.
  • As
    pessoas que sofram de doença crónica ou estejam a fazer uma dieta com
    pouco sal ou com restrição de líquidos, devem seguir as recomendações
    específicas do seu médico.
A DGS ativou o Plano de
Contingência para Temperaturas Extremas Adversas em 15 de maio de 2012,
em articulação com as autoridades de saúde das várias regiões e outros
parceiros relevantes para a sua implementação. O Módulo Calor daquele
Plano é um instrumento estratégico, que tem como objetivo promover a
proteção da saúde das populações contra os efeitos negativos dos
períodos de calor intenso. Para tal, este Plano baseia-se num sistema de
previsão, alerta e resposta apropriada, podendo ser alargado em função
das condições meteorológicas.
A Divisão de Saúde Ambiental e
Ocupacional da DGS disponibiliza uma área específica com recomendações e
orientações sobre o verão. Para aceder a essa informação consulte o “Especial Verão” ou ligue para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24).