Em dia de festa da Freguesia de São Tiago, Travanca do Mondego recebeu com carinho os Bombeiros de Penacova

0
6
O passado fim-de-semana passado foi de festa em Travanca do Mondego, concelho de Penacova, por três motivos: pela festividade anual em honra do patrono S. Tiago; pela festa da freguesia; e pela homenagem que foi prestada aos Bombeiros Voluntários de Penacova, pela sua sempre pronta e prestante colaboração que prestam às comunidades do concelho, quase sempre em horas de aflição

Simulacro de acidente no centro da povoação

A fim de que as populações saibam
e tenham conhecimento da capacidade de acção dos Bombeiros, nas suas diversas e
mais diversificadas actividades de socorro, um grupo de oito bombeiros,
devidamente comandados pelo seu comandante e ajudantes de comando, tendo o apoio
de uma ambulância, de dois veículos de desencarceramento, um dos quais, o
pesado, que foi recentemente posto ao seu serviço, vieram em «socorro» de um
«acidente» que havia ocorrido no centro de Travanca.
«Felizmente» que o mesmo não teve
graves consequências, dada a rápida intervenção deste grupo de bombeiros, que
apenas tiveram de «socorrer» a única passageira do veículo, e que graças ao
trabalho desenvolvido no socorro evitaram que o estado da acidentada fosse mais
grave.
Muita gente presenciou o «acidente»
e o trabalho de socorro praticado no terreno pelos
soldados da paz penacovenses, os
quais deixaram a imagemclara de que estão prontos para qualquer eventualidade,
neste caso nos acidentes de viação, uma forte variante por que devem e estão
preparados, devido à passagem do IP3 no concelho, onde se têm registados muitos
acidentes, muitos deles graves, e que os Bombeiros de Penacova
são os primeiros a chegar.
Como recompensa do
seu trabalho a freguesia contribuiu com 500 euros
Passado que foi o momento de
simulação, todos se dirigiram para o palco das operações, neste caso da festa,
onde estava patente uma exposição sobre a vida actuante dos Bombeiros, cujas
fotografias e outro diverso material patente reflectem a capacidade da sua
intervenção ao longo dos anos.
Depois, vieram as palavras. Em
simples sessão, na sede da autarquia, o presidente da Junta de Freguesia, Dr.
João Azadinho, para além de entregar um cheque de 500 euros aos comandos civis
da Associação, ali bem representada, gesto que era para «prestar uma mais do
que justa homenagem a estes homens e mulheres que, de forma voluntária,
arriscam a sua vida na defesa de pessoas e bens», afirmou que o gesto era uma
forma de ajudar «e de demonstrarmos o nosso apoio a estes soldados da paz como
são por vezes chamados». Depois de passar algumas observações sobre a nova
reforma administrativa, João Azadinho disse não concordar como são feitas estas
leis, «de régua
e esquadro, não ouvindo as
populações» e por isso, «querem acabar com a nossa freguesia sem dar garantias
de como no futuro a nossa população estará representada e como os serviços que
actualmente a Junta presta serão feitos». Passando à frente, agradeceu à Câmara
Municipal pelo apoio que tem dado «em tudo aquilo que vamos solicitando», que
apesar de todas as dificuldades julga que foram desenvolvidas pequenas obras e actividades
que «muito nos honram». Teve também uma palavra de reconhecimento a «todos aqueles
que independentemente do partido pelo qual foram eleitos, têm participado,
apoiado em tudo o que a Junta de Freguesia tem vindo a realizar».
Angariação de sócios é uma forma de ajudar
Depois foram as palavras do
presidente da direcção da Associação, Paulo Dias e do comandante António
Simões, as quais se espraiaram em agradecimentos pelo gesto, mas também dando
algumas explicações como a direcção vai gerindo a instituição, com os meios que
tem para que o corpo activo tenha condições para actuar, elogiando a forma como
as freguesias prestam apoio, e com esse apoio, da parte do comando, haja
condições para poder acorrer a situações de perigo, adquirindo material
adequado para o efeito. É sempre salutar, como afirmaram, o trabalho que os
Bombeiros prestam diariamente à população, seja nos casos de acidente que
acontecem, seja no transporte de doentes aos hospitais. Em média, são cinco
serviços por dia que a Associação presta,
independentemente de outras
ocorrências do momento.
Agradecendo a homenagem que deram
«aos homens e mulheres que estão sempre presentes para dar vida por vida», Paulo
Dias e António Simões deixaram o apelo para que a campanha de angariação de novos
sócios, que a Associação está a desenvolver, tenha êxito; e parece-nos que em
Travanca do Mondego essa chamada de
consciencialização deu frutos, porque
houve bom número de pessoas que preencheram a respectiva ficha.
A pequena intervenção do presidente
da assembleia-geral da Associação Cultural e Recreativa, Francisco Rojan
Henriques, foram também de agradecimento aos Bombeiros pelo que têm feito e vêm
fazendo a bem da população, apelando que todo o apoio que «lhe possamos dar»
não será o suficiente para colmatar os grandes serviços que nos prestam.
Recordou também os bombeiros falecidos e por isso, pediu um minuto de silêncio
em sua memória.
A instituição dos Bombeiros é a referência do concelho

veja aqui mais fotos
Humberto Oliveira, na qualidade
de presidente da Câmara, não só fez uma pequena abordagem à revisão
administrativa e aos problemas que irá acarretar, desde o momento que o governo
passou de sua a responsabilidade da decisão para as Assembleias de Freguesia.
No meio de tudo isto, e com trabalho pela frente para realizar em prol das
populações, o presidente da Câmara deixou uma referência especial aos
Bombeiros, dizendo que a Associação é, de facto, uma referência do concelho, «a
representante de todos nós, a responsável pela segurança da população
penacovense, que geralmente aparece quando há perigo». Sendo um voluntariado «que
nos sai à borla», pois se tivesse de ser pago… é um trabalho que não se paga, e
adiantou que, como presidente da autarquia, tem acompanhado mais de perto a
Associação, analisado o seu esforço, «recebendo cada vez menos do que é
habitual», quando todos andam a fazer contas e a travar nos gastos…No entanto,
o apoio da autarquia não será jamais regateado.
Pelo presidente da Junta foi ainda
entregue aos Bombeiros uma placa que marca a sua presença naquele dia de festa, acompanhada
por palavras gravadas que reflectem o grande conceito que os Bombeiros de Penacova
têm no concelho. E o convívio prosseguiu na tasquinha
da associação local.