MIRO – Sabores e saberes típicos da região promovem-se na Serra da Atalhada

0
3

Começa hoje, na Serra da
Atalhada, a
 VII edição da Festa da Broa, dos Licores, das Compotas e dos Chás Medicinais na Serra da Atalhada.

A feira, levada a cabo pelo
Grupo de Solidariedade Social, Desportivo, Cultural e Recreativo de Miro  GSSDCR Miro), comemora os sabores tradicionais
e o saber-fazer artesanal do município.



Patrícia Troca – Diário de Coimba

Os stands de venda abrem às
15h30, com produtos confeccionados por todas as entidades privadas e
institucionais que quiseram envolver-se na celebração. A título de exemplo, a IPSS
(Instituição Particular de Solidariedade Social) coloca à venda no stand
licores e compotas confeccionados pelos seus idosos. A arte da apanha e da
secagem das ervas dos chás medicinais também se fez pela sabedoria dos mais velhos,
que posteriormente os colocaram em pequenos sacos decorados.


Sandra Pereira,
responsável pela organização, sublinha que «o intuito da festa é promover este
tipo de produtos regionais, já que são feitos artesanalmente por pessoas do
concelho ». No programa, além da feira, destaca-se a vinda dos Açores do Grupo
Coral da Casa do Povo de Porto Judeu, que actua às 22h00. Com o mote de
boas-vindas, o grupo de desportos radicais do GSSDCR Miro tem preparada uma “tarde
radical”, com slide e escalada, na qual todos estão convidados a participar.


Ao longo da noite de hoje
sobem também ao palco o Rancho da APPACDM de Figueira de Lorvão e o Grupo
Cordas Castiças do Centro C.D.S.S. Frutuoso. O baile, às 23h00, fica a cargo do
Grupo RM.
Tendo em conta que sábado
é dia de trabalho na aldeia, o almoço-convívio de amanhã é o ponto alto do
certame até à reabertura da feira, às 15h00.


À tarde, a partir das
15h30, a festa continua ao som do folclore e músicas tradicionais do Rancho
Típico de Miro “Os Barqueiros do Mondego” – Ciclo dos Cereais e dos demais grupos
convidados, o Rancho Folclórico e Etnográfico Cova do Ouro e Serra da Rocha, o Grupo
Folclórico Fonte de Angeão, vindo de Aveiro, e o Grupo de Cantares da Granja.


Os visitantes podem ver
funcionar os moinhos da Serra da Atalhada e provar o pão cozido artesanalmente,
que esgota com rapidez pois pode ser comprado ainda quente.


Esta é já a sétima edição
de uma festa de saberes e sabores confeccionados “à moda antiga”.
A organização
disponibiliza ainda serviços permanentes de bar e restaurante.