Jornadas testam talento dos jovens dos 10 concelhos da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego

0
2
Até sexta-feira, alunos têm de
responder a um desafio diferente. Têm nove horas para dar a resposta mais adequada
e são avaliados por um júri




O presidente da Comunidade Intermunicipal
do Baixo Mondego (CIM-BM) exortou ontem os jovens a desenvolverem uma «cultura
de risco», uma vez que, actualmente, «se colocam novos desafios e é preciso
perceber que a vida não se resolve com um telefonema a pedir emprego». Jorge Bento
falava para cerca de 100 jovens que participavam no primeiro dia do Creativity
& Innovation Challenge – Jornadas de Empreendedorismo do Baixo Mondego, uma
iniciativa que, até sexta-feira vai reunir 500 estudantes, entre os 15 e os 18
anos, dos concelhos da CIMBM (Cantanhede, Coimbra, Condeixa, Figueira, Mealhada,
Mira, Montemor-o-Velho, Mortágua, Penacova e Soure).

O encontro decorre na Escola Dr.
Joaquim de Carvalho e é organizado pela CIM-BM, tendo como objectivo «estimular
o espírito de criatividade, iniciativa e o trabalho em equipa». Por isso Jorge
Bento, também presidente da Câmara de Condeixa, espera que os jovens sejam
sensibilizados «para uma cultura de empreendedorismo», ficando mais aptos para «o mundo de
competitividade que os espera».
Por seu lado, o autarca da Figueira
defendeu que é nas escolas «que se deve dinamizar o empreendedorismo», dizendo
aos jovens que têm de ser «arrojados, criativos, competitivos e mais
agressivos», salientou João Ataíde, enquanto Cristina Oliveira, da Direcção Regional
de Educação do Centro lançou o “desafio” à CIMBM no sentido de os 10 concelhos
desenvolverem, em «concertação, uma estratégia formativa para esta região, por forma
a que as escolas possam dar uma resposta adequada às necessidades», disse.
O evento decorre até sexta feira,
sendo lançado um desafio diferente por dia, ao qual os alunos presentes terão
de dar resposta em nove horas. Em cada dia estão presentes 100 alunos, de 14
escolas diferentes da CIM-BM e, no fim do dia, cada equipa faz uma apresentação
da sua ideia perante um júri, que os interpelará com questões relativas ao seu
serviço ou produto.
E se ontem o dia foi dedicado aos
concelhos Mortágua e Penacova, o de hoje é aos de Mira e Figueira. Amanhã é a vez
de jovens dos concelhos de Soure e Montemor-o-Velho, quinta-feira os de Coimbra
e Condeixa-a-Nova e na sexta os da Mealhada e Cantanhede.
Este programa surge no âmbito de
um protocolo para este ano lectivo que contempla também a implementação do programa
“A Empresa da JAP” nos 10 concelhos envolvidos e em que se espera que os jovens
estejam aptos a desenvolver competências interpessoais e empreendedoras,
habilidade para trabalhar em equipa, capacidade de resolver problemas e
aprender a trabalhar com prazos muito reduzidos.
Texto de Bela Coutinho