Feira do Mel e do Campo promove economia local

0
2

Certame arranca sexta-feira no Parque Verde. Produtos endógenos da região estão no centro de todas as atenções
Penacova volta a promover, de sexta-feira a domingo, a Feira do
Mel e do Campo. O objectivo do certame continua a ser «a promoção dos produtos
endógenos e da economia local», todavia, nesta edição, o executivo quis levar
mais longe o seu esforço e apostou «numa mudança de paradigma e de local» – a
feira este ano realiza-se no
Parque Verde, junto aos Bombeiros Voluntários.
Na apresentação do certame, Humberto Oliveira vincou as duas
componentes desta iniciativa, que passam «por uma vertente mais festiva e de
música popular e outra de exposição do mel e dos produtos endógenos do
concelho». O presidente da Câmara adiantou, porém, que este certame «serve,
igualmente, para dar visibilidade aos pequenos produtores » e contribuir, em
parte, para que estes tenham um acréscimo da sua economia familiar. «Tal como
na edição anterior, a feira será feita numa tenda, de forma a precavermo-nos das condições meteorológicas e também
para fomentar um maior contacto entre os cerca de 30 expositores presentes e os
visitantes», adiantou o edil.
Humberto Oliveira declarou que o município, desde que entrou em
funções, «tem feito um trabalho no âmbito gastronómico no sentido de
impulsionar o tecido económico do concelho, nomeadamente, dos pequenos
produtores, e o de afirmar a marca Penacova». E como exemplo dessa aposta, Humberto
Oliveira apontou «os vários festivais que o município organiza ao longo do ano
(feira do mel e do campo, época da lampreia, mês do cabrito e festas populares
de Verão).
Oficina agrícola na forja
A feira do mel e o executivo volta, este ano, a apostar nas entradas
gratuitas para os visitantes, porque, na opinião do autarca, «a organização
destas iniciativas tem uma grande importância para o tecido empresarial do
concelho».
O edil anunciou ainda um trabalho de base que se encontra a ser
efectuado com a finalidade de motivar as pessoas, nesta altura de crise
económica, para a subsistência agrícola. «Em parceria com a Escola Agrária de
Coimbra vamos promover uma oficina na área agrícola para que dessa actividade
possa sair um grupo com vocação para trabalhar na agricultura. E, nesse campo,
o objectivo final é a trilhar o caminho da sustentabilidade».
Aproveitando o momento e a proximidade de Dezembro, altura em que
o município dinamiza o mês do cabrito, a vereadora Fernando Veiga alertou para
esse festival, convidando população e público em geral a marcar na agenda essa actividade.RB