Penacova serve lampreia a preços convidativos

0
3
Festival da Lampreia decorre de
sexta-feira a domingo e promete deixar “água na boca” aos apreciadores

Iguaria requintada e de preço elevado, a lampreia come-se de
meados de Janeiro a final de Abril. A época gastronómica já começou e os
responsáveis dos restaurantes do concelho de Penacova garantem que os “amantes”
do bom arroz de lampreia não falham, apesar da “crise”. No entanto, para
divulgar este valor gastronómico do concelho e atrair cada vez mais
apreciadores, decorre 
este fim-de-semana a 16.ª edição do Festival da Lampreia.
A iniciativa da Câmara Municipal de Penacova, com a Confraria
da Lampreia de Penacova, envolve 12 restaurantes do concelho e permite degustar
a lampreia a «preços bastante convidativos», como referiu ontem, em conferência
de imprensa, Humberto Oliveira.
Nos restaurantes Boa Viagem (Porto da Raiva), La Jeunesse (S. Pedro de
Alva), Leitão do Aires (Espinheira), Marisqueira Piscinas de Penacova (Penacova),
O Casimiro (Silveirinho), O Cortiço (Cavadinha), Côta (Azenha do Rio), O
Mondego (Porto da Raiva), Pedra do Moinho (Serra da Atalhada), Portas da Serra
(Espinheira), Primavera (Vila Nova) e Quinta da Conchada (Travanca do 
Mondego), o preço unitário da lampreia – que ronda os 70
euros – será de apenas 50 euros e a dose sairá por 17,5 euros.
A autarquia oferece ainda a sobremesa, se a escolha do cliente
for para a doçaria conventual do concelho: os pastéis de Lorvão ou as Nevadas. O
presidente da Câmara congratulou-se com a participação dos 12 restaurantes,
convicto de que todos «recebem bem e dão garantias de qualidade suficiente para
não defraudar quem visita Penacova».
Humberto Oliveira espera que, atraídos pela lampreia, os visitantes
possam apreciar outros valores do concelho, dos moinhos, ao património de Lorvão
e à vila de Penacova, «que está mais bonita e mais aberta». Além dos
restaurantes, o autarca quis dar visibilidade às unidades hoteleiras – «não é 
só o Hotel de Penacova, que está encerrado, existem outras
ofertas» – e convidou a população de localidades vizinhas a visitar ou mesmo a
passar o fim-de-semana no concelho.
Durante os três dias do Festival da Lampreia, os clientes dos
12 restaurantes serão convidados a preencher um cupão, participando no sorteio
de uma nova refeição e de uma dormida em unidade hoteleira do concelho. A
ideia, segundo a vereadora Fernanda Veiga, é que as pessoas tenham mais um
motivo para voltar.
A Confraria da Lampreia promove, na quinta-feira, um almoço
na Escola de Hotelaria Beira Aguieira, reforçando a aposta na formação e nas
boas práticas, revelou ontem Fernando Lopes.
  
Apreciadores vêm de Norte a Sul do país
para comer arroz de lampreia
O segredo está na
confecção e os restaurantes do concelho de Penacova seguem as receitas mais
tradicionais do arroz de lampreia. Para degustar este prato cujo aspecto é
próximo ao de uma cabidela vêm pessoas de Norte a Sul do país, sobretudo de
Lisboa, das zonas de Aveiro de de Leiria. A lampreia à bordalesa (um guisado
acompanhado com arroz branco) não é tão comum nos restaurantes do concelho.

Jornalista: Andrea Trindade