83º Aniversário dos Bombeiros de Penacova aposta na formação

0
3
Associação Humanitária assinala 83 anos de vida
apostando na componente pedagógica. Seminário e simulacro são pontos fortes


O dia do 83.º aniversário é apenas domingo,
todavia, a Associação Humanitária dos Bombeiros de Penacova decidiu estender as
festividades da efeméride por todo o fim-de-semana. E a razão é muito simples
de explicar. Além de assinalar o dia com a tradicional formatura, recepção às
entidades oficiais, missa e almoço/ convívio, a direcção decidiu apostar num
aspecto mais pedagógico, organizando um seminário
 dedicado ao
tema “Salvamento em grande ângulo – da percepção à realidade”, um simulacro e
uma noite cultural. «Os Bombeiros de Penacova já tem vindo a apostar neste tipo
de iniciativa, no entanto, de forma a mudar um pouco a estrutura dos
aniversários, decidimos lançar à discussão temas pertinentes e adequados aos
tempos actuais», revelou Paulo Dias.
O presidente da direcção da Associação Humanitária
dos Bombeiros de Penacova realçou, ainda, a importância do simulacro que se vai
realizar amanhã, dada a sua complexidade. «Este simulacro consiste numa
operação com vários corpos de bombeiros intervenientes, para que se consiga
mobilizar os meios de salvamento necessários para um salvamento em grande
ângulo, com o objectivo de estarmos devidamente preparados para situações de
catástrofes», frisou.
O dirigente adiantou, também, que «serão utilizados
nesta operação uma mini-grua, própria para este tipo de salvamento,
complementada por um sistema especial dos Bombeiros de Arganil, e uma viatura,
recentemente adquirida, de salvamento especial», bem como a experiência da
equipa de BREC- Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas
– dos Voluntários de Penela.
Já no domingo, Paulo Dias sublinha que será,
digamos, a parte mais tradicional do aniversário, com a «essencial homenagem
aos que trabalham ou laboraram na corporação dos Bombeiros de Penacova, a 
missa e o almoço/convívio».
Simões é o primeiro orador O primeiro orador do
seminário sobre salvamento em grande ângulo é, precisamente, “um homem da
casa”, e António Simões, comandante dos Voluntários de Penacova e presidente da
Federação de Bombeiros do Distrito de Coimbra, abordará o tema “Complexidade,
incertezas e vulnerabilidade no salvamento em grande ângulo nos corpos de
bombeiros. Que futuro? Concepções e medidas”.
Os presentes vão ter ainda a oportunidade de ouvir
falar Fernanda Pinto, formadora de salvamento em grande ângulo, sobre “EPI:
Diferentes olhares, o mesmo conceito?, e Alexandre Santos e Hélio Madeira sobre
o tema “Limite no salvamento…viver experiências”.
À noite haverá lugar a um momento cultural
“Vida por Vida desde 1930” graças a grupo
penacovense
Conscientes das necessidades de se auto-protegerem,
um grupo de penacovenses decidiu fundar a Associação dos Bombeiros Voluntários de
Penacova. Estava-se, então, no ano de 1930, e foi exactamente no dia 24 de Fevereiro
que foi celebrada a escritura pública da constituição da associação e assinada
pelos sócios fundadores, cujos nomes se recordam na lápide colocada na entrada
principal do actual quartel. A saber: António Esteves Amaral Viseu, Gualter
Pereira Viseu, Alipio Carvalho, Alípio da 
Costa Miguel, Álvaro Alberto Santos, Álvaro Martins
Coimbra, António Casimiro Guedes Pessoa, Antó
nio da Costa, António Joaquim Pinto, Augusto Luís, Evaristo
Joaquim Pinto, Joaquim Correia Almeida 
Leitão, Joaquim Luís, José Alberto de Almeida e
José Augusto Pimentel.

Jornalista Ricardo Busano