INEM forma profissionais em condução de emergência

0
2
Durante seis semanas, vão decorrer em 17 concelhos da região das Beiras cursos para a formar futuros tripulantes de ambulâncias.

O Instituto Nacional de
Emergência Médica (INEM) deu  início, na segunda-feira, a um conjunto de formações em Condução de Emergência,
destinada a futuros tripulantes de ambulâncias.
Os cursos vão decorrer ao longo
das próximas seis semanas nas áreas urbanas de Coimbra, Cantanhede, Mira,
Figueira da Foz, Montemor-o-Velho, Condeixa-a-Nova, Soure, Penela, Miranda do
Corvo, Lousã, Vila Nova de Poiares, Penacova, Mealhada, Anadia, Pombal, Ansião
e Leiria, informou o INEM.
«É preocupação do INEM não causar
perturbações no trânsito da zona Centro do país», razão pela qual as formações
serão dispersas pelos vários concelhos, esclarece o INEM, garantindo «um
cuidado suplementar na utilização das sirenes e outras sinalizações de
emergência».
O primeiro curso arrancou ontem, dia 11 de março, e
decorre até sexta-feira, repetindo-se a formação nas cinco semanas seguintes, até dia
19 de Abril.
Segundo o Instituto Nacional de
Emergência Médica, nos dois primeiros dias são abordadas as componentes
teóricas e, em circuito fechado, o formando tem oportunidade de aprender e
replicar as técnicas de controlo do meio. Nos restantes dias, a formação
prática decorre em ambiente real, no trânsito.
«A aposta do INEM numa formação
constante em Condução de Emergência é essencial para que as situações de emergência
médica possam ser asseguradas com a máxima segurança. Conduzir um veículo em
marcha de emergência assinalada, de forma a que seja possível chegar no menor
espaço de tempo junto das vítimas de acidentes ou doença súbita, sem colocar em
risco os restantes utentes da via pública, é uma tarefa complexa, que exige dos
profissionais de emergência médica especiais aptidões físicas e emocionais»,
adianta o Instituto Nacional de Emergência Médica, acrescentando que os profissionais
são treinados para se concentrarem na condução e para controlarem o veículo «em
situações desesperadas e de alto stress». DC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui