Risco de derrocada obriga famílias a deixar habitações

0
3
Movimento de terras, há oito dias, abriu fendas nas paredes de duas casas situadas na Quinta da Ribeira. Proprietários estão a retirar pertences

Nelson Gonçalves (81 anos) e Maria
Gonçalves (77 anos) habitam na Quinta da Ribeira, Penacova, há mais de 40 anos.
Domingo passado, devido a várias
fissuras nas paredes da habitação, que surgiram há oito dias e nunca mais
pararam de aumentar, foram aconselhados pelos Bombeiros de Penacova e técnicos
da Câmara Municipal a abandonar a habitação que poderá estar em risco de
derrocada.
O mesmo sucedeu ao vizinho,
Armando Alpoim, que vive com a companheira naquele local há, sensivelmente, 20
anos, e tem a moradia com as paredes cheias de fendas.
A razão para este fenómeno está,
para já, a ser estudada e monitorizada pelos serviços da autarquia, porém,
poderá estar ligada ao deslizamento de uma barreira situada na Estrada Nacional
235 – na parte superior do vale onde se encontram as habitações – que fez ceder
uma das vias e abriu várias fendas no alcatrão, estando a condicionar o tráfego
rodoviário naquela artéria e a provocar a movimentação de terras.
Nelson Gonçalves, proprietário da
casa onde antigamente funcionou uma moagem, está desolado e com medo do que possa
acontecer se a chuva não der tréguas nos próximos tempos.
«Nem quero pensar no pior, mas a
situação tem vindo a agravar-se. Então se continuar a chover, como este local é
muito húmido pode acontecer uma catástrofe», diz, desolado. Para já as duas
famílias pernoitam na casa de familiares e durante o dia aproveitam a ajuda de
amigos para retirar bens e supervisionar as terras.
António Simões, comandante dos
Bombeiros de Penacova, revela que esta decisão foi tomada por precaução.
«Pode não ser nada, mas como são
fendas grandes e têm vindo a aumentar diariamente, os proprietários foram aconselhados
a abandonar o local», diz, apontando o «deslizamento de terras como possível
razão».
Jornalista Ricardo Busano

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui