Atividades de Falcoaria “invadem” a Mata do Buçaco

0
2
Na Mata Nacional do Buçaco
vai ser possível aprender a arte da falcoaria em aulas práticas e didáticas, onde
será descoberto o mundo das aves de rapina e a sua importância. Sob a
orientação de responsáveis da ArtFalco, escolas e público em geral vão poder perceber
as tarefas diárias da falcoaria – interagir, manejar, treinar e alimentar as
aves.
As atividades para escolas,
intituladas “Encontros na Natureza” realizam-se dia 14 de junho, existindo duas
sessões para o público estudantil: das 10h às 12h e das 14h às 17h. O custo
para cada aluno é de 2€, sendo que a entrada na Mata Nacional do Buçaco é
gratuita.
O programa inclui: exposição
de aves de rapina, experiências com egagrópilas ou plumadas e demonstração de
voo-livre com aves de rapina.
Workshop “Voando com Eles”
Para além das atividades
para escolas, a Fundação Mata do Buçaco e a ArtFalco organizam um workshop dia 15 de junho, sendo que as
inscrições podem alargam-se ao dia 16 de junho se o número mínimo de
participantes ficar assegurado para dia 15.
Serão realizadas quatro
sessões: duas de manhã e duas tarde, sendo que o mínimo de inscrições é de seis
participantes e o máximo de 14 inscritos, por cada sessão. O valor da inscrição
é de 40 euros e os interessados devem inscrever-se até dia 8 de junho.
O programa de cada sessão
contém receção aos participantes, breve história da falcoaria, utensílios: designações
e história, normas de segurança, coffee
break
, manuseamento de aves, voo livre participado e simulação de caça com
aves
As inscrições e mais
informações, tanto para as atividades para escolas como para o workshop, devem ser realizadas para o 231
937 000 ou atividades@fmb.pt
Sobre a Falcoaria:
A falcoaria ou cetraria
é a arte de criar, treinar e cuidar de falcões e outras aves de presa para a
caça. É uma caça com aves e
pequenos quadrúpedes praticada desde a Idade Média na Península Ibérica. Aves
como os falcões, açores, francelhos e outras rapinas têm a capacidade de
perseguir uma presa no ar ou no solo até a derrubar ou a matar. A falcoaria era
uma arte muito popular entre os nobres da Europa medieval e do Japão feudal,
verdadeiro símbolo de estatuto social. Desde 2010, a cetraria é
considerada pela UNESCO como Património Cultural Intangível da Humanidade.
Sobre a ArtFalco
(responsável pelas atividades):
Fundada por Miguel Gomes, nasce de
uma paixão antiga pelo meio ambiente e pela necessidade de levar a Natureza até
cada um, de uma forma lúdica e interativa dando a conhecer as problemáticas e
fragilidades de um ambiente que todos os dias é castigado por atitudes impensadas
por parte de cada um de nós. Inicialmente vocacionada para a sensibilização
ambiental, o mercado de trabalho solicitou mais e a ArtFalco, uma estrutura
flexível e que se adapta aos mais diversos e exigentes tipos de público,
produziu meios e formas de tornar possível levar os embaixadores da natureza
cada dia mais longe.
Para mais informações, contactar:
Cândida de
comunicacao@fmb.pt
Tlm.: 231
937 000 / 912688993
Fundação
Mata do Buçaco