Coligação “Juntos por Penacova” não aceita “colagem” do Partido Socialista às Festas do Município

0
1

Temos assistido no Concelho
de Penacova a uma intolerável promiscuidade na relação do Partido Socialista em
Penacova com os assuntos institucionais da Câmara.
Poder-se-ia falar do
aproveitamento político feito na Revista Municipal, da existência de uma
assessoria de imprensa que é simultaneamente da Câmara e do Partido Socialista
ou dos valores gastos em publicidade, pela Câmara de Penacova, nos jornais da
região, em que o Partido Socialista faz aproveitamento, para não falar em
chantagem, na exigência de cobertura das suas actividades em detrimento das da
oposição. Agora, o aproveitamento do momento das Festas do Município, que são
as festas dos penacovenses, para a Federação Distrital de Coimbra do Partido
Socialista, liderada por Pedro Coimbra e o PS local fazerem a apresentação dos
seus candidatos aos órgãos autárquicos do concelho, é um ato de oportunismo que
tem que ser denunciado e censurado. Há momentos da vida de uma comunidade em
que os partidos se devem manter equidistantes, tal é a exigência de
envolvimento e identificação de todas as pessoas, independentemente das suas
opções, ainda mais em no ano em que os penacovenses são chamados a escolher
quem vai gerir os seus destinos.
Somos levados a pensar que, o
restabelecimento das Festas do concelho (no 
ano passado a opção foi por
não as realizar, alegadamente por razões de optimização dos recursos
financeiros), só aconteceu pela oportunidade de capitalizar politicamente em
ano de eleições.
A celebração do dia da
Federação do PS em Penacova, neste ano quando pela rotatividade entre os
Concelhos só deveria acontecer em 2024, e a “boleia” da Festas do Concelho, são
elucidativas quanto ao receio daquelas estruturas do PS 
de falta de adesão dos
penacovenses à apresentação dos candidatos do partido.
Ao presidente da Câmara de
Penacova, Humberto Oliveira, e ao presidente da Assembleia Municipal, Pedro
Coimbra, não lhes basta ir “à boleia” das Festas do Município. Apostam no
três-em-um.
Os penacovenses não podem
aceitar o aproveitamento das festas, que são de 
todos,
para a promoção de alguns.
Temos todos que exigir
respeito pelo esforço dos cidadãos em tempos de crise e 
também respeito pela
democracia local, em 
que não deve ser beliscada a igualdade
de circunstâncias das várias candidaturas.

NI/PSD Penacova