CONFRARIAS vão voar pelo mundo a bordo da TAP

0
3
Promoção
dos produtos ganha um novo fôlego, com a parceria com a companhia aérea.
Embaixadas também estão na “rota” da Federação

A Federaçao Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (FPCG)
reuniu em Arganil para 
apresentação do plano de actividades para 2014, que
destaca a «sensibilização dos poderes políticos para o papel da gastronomia na
projecção do país junto dos mercados internacionais». Em debate esteve, também,
a importância da gastronomia 
para o desenvolvimento sustentado das comunidades e a
promoção do turismo, como alavanca na dinamização dos territórios mais desfavorecidos.
Para concretizar os seus objectivos, a Federaçao pretende alargar
a presença das  confrarias na divulgação
das suas regiões e a «dinamização de parcerias com diversas entidades potencializadoras
da divulgação e promoção das riquezas do país». Nesse sentido, Olga Cavaleiro
destacou uma parceria com a TAP, para a «a elaboração de filmes promocionais de
cada confraria e dos diferentes produtos que defendem», cujo impacto será
mundial, uma vez que «os filmes serão divulgados nos diferentes voos desta
companhia», sustentou. Foi ainda aventada a «possibilidade de articulação 
com as embaixadas portuguesas espalhadas pelo mundo, tendo
em vista divulgar os 
produtos nacionais», um projecto que arranca no próximo ano.
O congresso ficou ainda marcado pela aprovação de uma
proposta apresentada pela direcçao da Federação, para atribuição do título de
associado de mérito às confrarias que presidiram aos diferentes órgãos
estatutários da FPCG, nomeadamente da Chanfana  da Panela ao Lume, nas pessoas de Madalena
Carrito e Gonçalo Reis Torgal, respectivamente. No final decorreu um jantar de
reflexão subordinado ao tema, “O vinho e o pão sobre a mesa e o Altar”, que
contou com cerca de uma centena de presenças de delegados das várias
confrarias, de Ricardo Pereira Alves, presidente do município de Arganil e da
vereadora Graça Lopes.
Agradecendo «a presença das confrarias em Arganil», o autarca
considerou «uma honra para o município» receber o congresso da FPCG. Dias Coimbra,
provedor da Misericórdia, onde decorreu o encontro, realçou «o papel das
confrarias na promoção e defesa das tradições gastronómicas», enaltecendo o
trabalho de Olga Cavaleiro.
A palestra esteve a cargo de Paula Barata Dinis,
especialista de História das Religiões e docente na Faculdade de Letras da
Universidade de Coimbra.

Jornalista Isabel Duarte