EN110 – Petição pública “corre” on-line a favor da Estrada Verde

0
2
Comissão
de Utentes da Estrada Nacional (EN) 110 não se conforma com explicações
dadas pela Estradas de Portugal

Comissão de Utentes da Estrada Nacional (EN)
110 entre Penacova e Coimbra  anunciou, em
comunicado, que lançou uma petição pública on-line a reivindicar uma solução
rápida para a derrocada que mantém a via intransitável desde 15 de Janeiro.
No documento, a Comissão de utentes revela que
irá proceder «a um levantamento dos pontos críticos da encosta entre Penacova e
Coimbra» com o objectivo de solicitar «à Estradas de Portugal um caminho para
avançar com um método/ solução para a derrocada na zona do Caneiro».
Antes de avançar com várias soluções, a
referida comissão sugere que «seja tida em conta a situação de crise financeira
que afecta as estruturas do Estado e ainda todos os cidadãos», bem como que a
«Estradas de Portugal (EP) não utilize todos os meios para adiar a solução final
para a derrocada pelo facto de o Estado não ter disponibilidade financeira».
No documento pode ainda ler-se que «a solução,
ainda que intermédia, passa por um compromisso técnico entre a segurança e a
natureza dos taludes», entre as quais se utilize «os blocos de rocha locais
como solução para a construção de um muro» e que seja aberto o máximo possível
de faixa de rodagem, em segurança, sem gastar milhares de euros e demorar meses
infindos».
De acordo com a Comissão de Utentes, o
abaixo-assinado ontem anunciado «vai ser enviado ao provedor da Justiça, ao
secretário de Estado das Infraestruturas
Transportes e Comunicações, ao Conselho de Ministros
e ao presidente da Estradas de Portugal. Entretanto, a EP, em comunicado, havia
esclarecido «que a grande instabilidade dos terrenos impede que se proceda à
simples retirada das pedras 
sob pena de ocorrerem mais deslizamentos».


Fonte: Diário de Coimbra