EN110 – Segundo Maurício Marques deverá entrar em obra segunda-feira

0
1
Intervenção
vai utilizar máquinas robotizadas tendo em conta que se trata de um processo de
elevado risco

A Estrada Nacional 110 (EN110), fechada
ao trânsito desde 15 de Janeiro na zona de Foz do Caneiro (Penacova), no
seguimento de derrocada, vaicio i entrar em obra na próxima segunda-feira. A
garantia foi dada ontem pelo deputado do PSD na Assembleia da República,
Maurício Marques, que apurou os contornos da intervenção no seguimento de
contactos com a Estradas de Portugal (EP).
Segundo Maurício Marques, ex-presidente da
Câmara de Penacova, os estudos realizados «deram lugar a um procedimento de
concurso realizado em 14 dias, com adjudicação em curso que permitirá que a empresa
adjudicatária entre em obra na segunda-feira». Mais, adianta o deputado, a
intervenção vai utilizar «máquinas robotizadas», uma vez que «o perigo é
excessivo para o equipamento normal».
«Este foi um processo que acompanhei e
permitiu, em tempo recorde, fazer estudos e projecto de intervenção, pois sabemos
que se trata de um processo de muito risco, que vai obrigar ao recurso de
máquinas robotizadas», salienta Maurício Marques, que não deixa de apontar o
dedo à Câmara de Penacova, liderada pelo socialista Humberto Oliveira, pela
falta de diligências para solucionar semelhante situação na ER235 (entre a
Ponte de Penacova e o Largo de Dona Amélia), «com o trânsito condicionado há
mais de um ano».
Buzinão
pela reabertura
A EN110, que liga Penacova a Coimbra, está
encerrada desde 15 de Janeiro e têm-se multiplicado os protestos pela ausência
de informação prestada pela EP, falta de intervenção e encerramento que é
contestado pelas populações. A Comissão de Utentes da EN110, criada entretanto,
tem realizado diversas diligências, defendendo uma intervenção e a reabertura
da via.
Para domingo está marcada nova acção de
protesto, com uma concentração junto à Câmara de Penacova, seguida de caravana/buzinão
até ao local da derrocada, reivindicando a reabertura da via. Além da
população, a Comissão espera a presença de políticos e responsáveis da região.
Até que a via seja reaberta, pede a realização de medidas para «minimizar os
riscos para os automobilistas», que, agora, são obrigados a circular por vias
alternativas.
À Câmara de Coimbra foi solicitado que
remarque, «com o máximo de urgência», a estrada entre o Tovim e a Carapinheira,
e ao município de Penacova que faça o mesmo entre a Carapinheira e Paradela. Entretanto,
PCP e “Os Verdes” manifestaram o seu apoio à Comissão de Utentes e anunciaram que
vão exigir respostas na Assembleia da República (AR). Os comunistas vão «exigir
ao Governo que cumpra as suas obrigações na manutenção da estrada e na
preservação da segurança dos utentes». O partido “Os Verdes” anunciou a entrega de
uma pergunta na AR a questionar o Governo sobre a reabertura da EN110.