ASSEMBLEIA MUNICIPAL aprovou pedido de «Inventariação dos Palitos no Inventário Património Natural Imaterial»

0
3

A par da lampreia, pastéis conventuais, moinhos, paisagens,
património, etc., Penacova possui uma actividade onde não há em parte alguma. É
a manufactura de palitos, que são comercializados em todo o país, quiçá no
mundo. E para lhe dar o devido relevo de um artigo que tem a particularidade de
ser trabalhado individualmente pelas pessoas em suas casas ou em grupo, em
quatro das oito freguesias do concelho de Penacova, a Assembleia Municipal,
realizada no passado sábado, dia 28 de Junho, aprovou por unanimidade o «Pedido
de Inventariação dos Palitos no Inventário Nacional do Património Cultural
Imaterial».
Tendo o aval do
órgão máximo
 da soberania
penacovense, o exe
cutivo pode iniciar o processo, já que
matéria não faltará para conseguir os seus intentos de valorizar uma profissão
única, que desde sempre deu nome a Penacova e ao seu concelho. Por isso
terá que começar pela identificação, documentação, direitos associados
 e
património associado, documen
tação que
já não lhe falta para iniciar esses trâmites legais.
Esta sessão, que
afinal não foi
 necessária segurança,
como admi
tira a bancada da oposição devido aos acontecimentos
verificados na última Assembleia, atitudes que teriam reflexos nas intervenções
posteriores, teve a participação do público, na pessoa de Faustino José Gaspar,
residente no Porto
 da
Raiva, que veio ali apresen
tar duas situações: uma devido a queimada junto a sua casa a outra sobre o direito de propriedade rústica, a cujos
assuntos foram apreciados e dadas as devidas respostas
e pareceres.
Entrando no Período
da Ordem do Dia, o ponto «Outros pontos eventuais
previstos no Regulamento», foi demasiado longa, onde os deputados
expuseram as suas questões, quer institucionais, quer mesmo pessoais, em
«defesa da sua honra», salientando-se, apesar
de tudo, que há deputados que ainda trazem trabalhos de casa, apresentando
problemas e casos que vão passando nas suas freguesias,
ou no todo do concelho, numa atitude que é de louvar, dado que
 esses problemas, que dizem respeitos às
comunidades, é que são de apreciar e discutir, para bem
 das
populações, chamando a aten
ção do executiva para a sua
resolução, alguns deles resolvidos de forma simples e adequada.
E com estes e outros
assuntos, este período demorou mais de duas horas, para depois se passar ao
«Período da Ordem do Dia». Aqui, há a realçar a discussão e a aprovação da Revisão n.º 2 ao Orçamento e Grandes Opções do
Plano de 2014, que tendo a abstenção da bancada PSD/CDS, o presidente da
Junta de Freguesia de S. Pedro de Alva, Vítor Cordeiro, embora da oposição, apresentou a sua declaração de voto, por
ser favorável ao documento, pois nele foram introduzidas
verbas para a sua freguesia que não estavam inseridas no primeiro plano
do executivo.
A Educação e o Ensino estiveram em
foco com encerramento de escolas pelo meio
Dos restantes pontos
em agenda, há que salientar a aprovação das alterações aos Regulamentos do
Concurso a Bolsas de Estudo
 para o
Ensino Secundário e Bolsas de Estudo para o Ensino Su
perior, bem como a
atribuição de Prémios de Mérito Escolar.
Embora nestes pontos houvesse alguma
apreciação quanto a estas matérias, contudo, foi elogiada a acção do município,
na pessoa
 do seu vice-presidente
João Aza
dinho, que tem feito um trabalho excelente na área da Educação, como aquele que vai entrar em vigor no próximo ano
lectivo, de o Município proporcionar melhores condições para que os alunos de
Penacova estudem no concelho, conforme vão referidas
nesta edição, realçando-se uma novidade, que é a criação de uma Escola
das Artes para o ensino da Música, de colaboração com a direcção da Escola
Secundária.
As escolas de Figueira de Lorvão e
Lorvão voltaram a ser motivo de discussão, dizendo o presidente da Câmara que
são assuntos que estão em andamento para ser resolvidos, mesmo no que toca à
deslocação dos alunos das escolas de S. Mamede
e Roxo, que foram encerradas.
Por tudo isto, em termos de educação
e natalidade, alguns deputados (mesmo da oposição),
 elogiaram o trabalho que o executivo está a
desenvolver, proporcionado
às crianças, aos pais, melhores condições para que tenham uma educação
ampla em todos os seus domínios, ampliados com
 atitudes que valorizam a Educação e o Concelho de
Penacova.