ESTRADAS DE PORTUGAL investe 6,4 milhões nas estradas do distrito de Coimbra

0
4

A Estradas de Portugal
(EP) vai investir 6,4 milhões de euros nos próximos três anos, na conservação
dos 703 quilómetros
de estradas e das 404 obras de arte pontes, viadutos e outras travessias) que
constituem a rede da empresa no distrito de Coimbra.
Segundo a sociedade
anónima de capitais públicos, o contrato, que vigora no triénio 2014- 2016, foi
adjudicado ao consórcio constituído pelas empresas Intevial, Gestão Integral
Rodoviária. e Prioridade, Construção de Vias de Comunicação, pelo valor global de
6,4 milhões de euros.
As intervenções, esclarece
em comunicado, serão executadas ao longo do triénio e consistem na
«requalificação e manutenção da rede rodoviária do distrito ao nível dos
pavimentos, bermas e valetas, passeios, nós, intersecções, ilhéus e
separadores, na reposição e adequação da sinalização e outros equipamentos de
protecção e segurança rodoviária». Acresce a «estabilização e conservação de
taludes e da rede de vedação, reparação e manutenção de obras de arte, diversas
actividades ambientais, como poda de árvores e limpeza de terrenos adjacentes à
plataforma rodoviária».
«O valor obtido neste novo
contrato é cerca de 24% mais baixo que o custo contratado no triénio 2010/2013
(8,4 milhões)», destaca a EP, ao dar relevância à redução orçamental «quando a
extensão da rede rodoviária a cargo da EP no distrito de Coimbra cresceu 16% e o
número de obras de arte (estruturas como pontes e viadutos) subiu 22%, passando
de 332 para as actuais 404».
Lançado em Julho de 2013,
o concurso público contou com propostas de seis empresas, em consórcio ou
isoladas, competição que permitiu chegar a números mais reduzidos que no anterior
contrato.
«A contratação da
conservação corrente da rede permite à EP maior rigor na gestão dos recursos,
maior capacidade de resposta face às necessidades de intervenção e o controlo permanente
dos resultados tendo em vista a contínua melhoria da qualidade do serviço prestado
aos cidadãos», lê-se no comunicado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui