LORVÃO – Vespas atacam pessoas no jardim do mosteiro

0
1
Insetos atacaram duas
pessoas. Para evitar males maiores, a junta de freguesia decidiu aplicar um
produto que as afastou para longe dos cedros onde se tinham instalado
 

Nos últimos dias, o centro
do lugar de Lorvão, em Penacova, foi “colonizado” por um enxame de vespas. Os
insetos começaram por se “instalar” na passada quarta-feira num dos cedros do
jardim da freguesia, mas em pouco tempo estenderam o seu domínio a outras duas
árvores daquele espaço verde.
“Na sexta-feira, recebi um
telefonema de um funcionário da junta a dar conta de que tinha sido picado por
uma vespa e que tinha conhecimento de que outro 
inseto já teria atacado e picado
outra pessoa”, afirmou o secretário da junta de freguesia e apicultor, Mário João
Escada.
Nesse dia, o autarca pegou
no seu material no Roxo (lugar onde vive) e dirigiu-se ao centro do Lorvão com
o objetivo de afugentar estes animais. Só que, ao chegar a este local,
deparou-se com milhares de insetos que não permitiam sequer que as pessoas se
aproximassem dos três cedros existentes naquele local.
Uma das preocupações foi
saber se as vespas eram da espécie asiática, pois 
tal iria obrigar a
cuidados redobrados. Mas, no local, chegou-se à conclusão que se estava na
presença de um himenóptero responsável pela polinização de diversas espécies de
plantas. Ou seja, sem problemas para o ser humano.
Mário João Escada
contactou as autoridades e tomou-se a decisão, caso as vespas não saíssem
daquele local, de proceder à colocação de um produto próprio para as afugentar.
Como as árvores eram altas,
a solução encontrada foi pedir a ajuda dos bombeiros de Penacova. Anteontem à
tarde, foi enviado 
para o local uma
plataforma elevatória e alguns elementos da corporação para colocar o produto.
O que é certo é que este trabalho deu resultado, pois as vespas fugiram daquele
local, permitindo desta forma que já se possa usufruir 
daquele espaço verde da freguesia
de Lorvão.
| António Alves