CCDR C – Turismo no Centro movimenta dois mil milhões de euros

0
2

Os negócios na área do
turismo na região Centro movimentam dois mil milhões de euros, ou seja, 10% do
volume de negócios existente em Portugal neste sector e envolvem 68 mil empregos
(25% dos empregos existentes no sector a nível nacional). E isto num universo
de 26 mil empresas na região, o que representa 20% das empresas em actividades
turísticas existentes no país.
«É uma percentagem
significativa», afirmou a presidente da Comissão Regional de Desenvolvimento Regional
do Centro (CCDRC), sublinhando o facto de existirem 229 projectos em execução
na região Centro (40 dos quais unidades hoteleiras e grandes unidades de
alojamento) apoiados pelo anterior QREN, correspondente a um investimento de 3 mil
milhões de euros (metade financiados pelo FEDER).
Ana Abrunhosa falava ontem
durante a conferência “Turismo 2020: Plano de Acção para o Desenvolvimento do Turismo
em Portugal”, promovida pela Turismo de Portugal, na CCDRC, em Coimbra, para definir
as prioridades para o próximo Quadro Comunitário de Apoio no sector do Turismo E,
nesta medida, a presidente da CCDRC foi clara. «Mais do que financiar novas
unidades», o próximo QCA irá «valorizar a requalificação do que já existe».
«Será dada prioridade a qualificar e requalificar. É fundamental subir o
patamar da qualidade das unidades hoteleiras», afirmou, admitindo que novas
unidades só serão contempladas «quando houver falhas de mercado».
Ana Abrunhosa defendeu a valorização
da aposta na formação e no Marketing e, a este respeito, adiantou que também só
serão tidos em conta os projectos que estiverem concertados com o Plano de
Marketing da Turismo Centro de Portugal, definido e aprovado recentemente.
«Todas as acções no
território têm de estar articuladas. Não devem ser desconcertadas e incoerentes»,
afirmou, acrescentando que não será permitida «dispersão de investimentos e de
acções». | Ana Margalho