PROTESTO – “Buzinão” nas ruas de Coimbra pelas crianças com NEE

0
3
Comissão de Pais da EB1 de Figueira de Lorvão é recebida terça-feira pelo Provedor de Justiça


O representante da Comissão de Pais da
Escola EB1 de Figueira de Lorvão (Penacova) anunciou ontem em Coimbra que o
Provedor de Justiça aceitou reunir-se na próxima terça-feira com uma delegação
deste organismo. Jhonny Rocha, que falou aos jornalistas no decorrer de uma
concentração de pais que teve lugar de manhã em 
frente às instalações da Direcção Direcção
Geral dos Estabelecimentos Escolares do Centro (DGEsTE), na Rua General Humberto
Delgado, adiantou que o encontro, solicitado por aquela Comissão, está marcado para
as 16h00.
O representante da Associação de Pais
da EB1 de Figueira de Lorvão fez parte de uma caravana de cerca de 40 viaturas com
perto de uma centena de alunos, pais e encarregados de educação daquele
estabelecimento de ensino, que se deslocaram a Coimbra em prol das crianças com
necessidades educativas especiais (NEE).
Conforme recordou ontem Jhonny Rocha,
aquela Comissão defende a criação de mais 
uma turma na EB1 de Figueira de
Lorvão, cinco ao invés das quatro decididas pela tutela, uma vez que existem
sete crianças com necessidades educativas especiais (NEE). No entender da
Associação de Pais, e tendo em conta a legislação em vigor, qualquer turma que
tenha alunos com necessidades educativas especiais tem de ter um máximo de 20
alunos. Neste momento há duas turmas, das quatro da escola, com 
25 e 21 alunos, acrescentou.
No entanto, a Direcção Geral dos
Estabelecimentos Escolares do Centro (DGEsTE) alega que quatro das sete
crianças que no ano passado estavam enquadradas no regime NEE deixaram de
corresponder a este registo. Uma resposta que no entender da Associação de Pais
carece de fundamentação porque, alega, as respostas que recebeu foram evasivas.
Jhonny Rocha disse, por outro lado,
que há outras escolas no concelho de Penacova em que as regras são
completamente diferentes. «Tem que haver equidade», defendeu.
O protesto arrancou logo ao início da
manhã, na EB1 de Figueira de Lorvão, onde as cerca de 86 crianças que
frequentam a escola colocaram cada uma, e de forma simbólica, um cadeado com o
respectivo nome nos portões e gradeamentos da escola. Daqui, os manifestantes partiram
rumo ao centro de Penacova, com passagem pelo Agrupamento de Escolas. Depois seguiram
em caravana automóvel pelo IP3 em direcção a Coimbra, tendo percorrido a Casal
do Sal, Avenida Fernão de Magalhães. Rua da Sofia, Avenida Sá da Bandeira,
Arcos do Jardim, Rua General Humberto Delgado, Rua Brotero, e finalmente concentraram-se
junto à DGEsTE.
Perante a marcação da reunião com o
Provedor de Justiça, os pais decidiram ontem à noite que os filhos regressam
hoje à escola para as turmas que garante ser apenas «provisórias». | José João Ribeiro