PATRIMÓNIO – Município de Penacova adquire casa onde nasceu António José de Almeida

0
2
O município de
Penacova adquiriu a casa onde nasceu António José de Almeida, sexto Presidente
da República de Portugal, oriundo deste concelho. “Este sonho era
acalentado há várias décadas, sem que nunca se conseguisse atingir o objetivo
de o concretizar. Contudo, havíamos feito a promessa de reerguer a casa e o
nome deste Presidente, em nome da população penacovense, e por isso a
celebração desta conquista deve ser partilhada por todos”, referiu
Humberto Oliveira, presidente do município.
Foi no âmbito das
comemorações da Implantação da República e do 10º aniversário do Museu da
Presidência da República, que o município de Penacova celebrou ontem, dia 05 de
outubro, pelas 15H00, no Museu da Presidência, a escritura de compra da casa
onde, em 17 de julho de 1866, nasceu António José de Almeida, localizada em
Vale da Vinha (União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio do
Mondego). António José de Almeida foi um político republicano
português, que chegou ao mais alto cargo da nação, o de Presidente da República
Portuguesa, cargo que exerceu de 5 de Outubro de 1919 a 5 de Outubro de 1923.

O Museu da
Presidência, representado pelo seu Diretor, Diogo Gaspar, associou-se a esta
iniciativa da autarquia, estabelecendo uma parceria dinâmica com vista à
definição estratégica da utilização da casa e da sua fruição pública. Presentes
na cerimónia estiveram, para além de representantes da Casa do Concelho de
Penacova em Lisboa, também José António de Almeida Abreu, neto de António José
de Almeida.

Após a assinatura do
contrato de compra, o Executivo Municipal que se fez acompanhar neste ato pelo
Presidente da União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio do Mondego,
foi recebido pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, que congratulou
o município pela iniciativa, desejando o maior sucesso ao futuro da casa.

No final da tarde, o
Executivo Municipal penacovense, acompanhado pelo Presidente da Junta de
Freguesia do Lumiar, Pedro Delgado Alves, e muitos penacovenses residentes em Lisboa,
prestaram homenagem a António José de Almeida, depositando junto à sua estátua
uma coroa de flores.
Conforme realçou
Humberto Oliveira, “este era o passo imprescindível para que se intervenha
na requalificação da casa e se faça viver nela todo o simbolismo histórico e
político que representa António José de Almeida. A população de Penacova vê
assim assegurada, com o esforço do seu município, a preservação da sua história
e a vontade de perpetuar os seus símbolos, que orgulham a nossa gente”.