MÚSICA – Mulheres compositoras e intérpretes nos VIII Encontros Internacionais da Guitarra, em Coimbra

0
5
As mulheres compositoras e intérpretes, através de Luísa Amaro, Marta
Pereira da Costa e Natália e Marina Pikoul, são destaque nos VIII
Encontros Internacionais da Guitarra, a decorrer em Coimbra entre os dias 17 e
25 do corrente mês de outubro.
Daquelas quatro compositoras serão estreadas novas criações, mas no
programa sobressaem ainda uma Masterclass de guitarra clássica com Paulo Vaz de
Carvalho, a 18 e 19, um concerto com o guitarrista João Tiago Correia, dia 22,
e um “Encontro com Cabo Verde”, a 24.
Na edição de 2014 desta iniciativa anual da Orquestra Clássica do Centro
(OCC) Luísa Amaro, viúva e concertista acompanhante do génio da guitarra Carlos
Paredes, divulgará o seu último trabalho discográfico, “ARGUS”, e apresentará
obras inéditas da sua autoria, em concertos nos dias 18 e 25.
No concerto de encerramento, ao final da tarde do dia 25, serão apresentadas
composições encomendas, para guitarra e orquestra, de Luísa Amaro,
Marta Pereira da Costa e Natália e Marina Pikoul. As interpretações à
Guitarra Portuguesa estão a cargo de Marta Pereira da Costa e Bruno Costa, com
acompanhamento da OCC.
Na sessão “Encontro com Cabo Verde”, a 24, além da abordagem à relação
musical e ao estatuto da OCC de fundadora e integrante da orquestra nacional
daquele país, será realizado o concerto “Os crioulos do outro lado da Lua”, com
os músicos caboverdianos Sérgio Figueira e Francesco Valente.
Uma Exposição / apresentação de instrumentos do construtor Fernando
Meireles, tertúlias sobre a guitarra e canção de Coimbra, concertos do grupo
FADVOCAL e do intérprete Ricardo Dias e uma homenagem póstuma ao compositor
Francisco Martins são outros pontos do programa.
Para Emília Cabral Martins, presidente da Associação da Orquestra Clássica
do Centro, a edição deste ano prossegue os objetivos de divulgar e valorizar o
património musical português, com relevo para a Guitarra enquanto instrumento
solista de orquestra.
Realça que este ano serão apresentadas em estreia obras de Luísa Amaro e
Marta Pereira da Costa com o propósito também de evidenciar o papel das
mulheres, quer como intérpretes, quer como compositoras. Além da execução das
suas obras nestes Encontros, elas surgirão também como interpretes. Será ainda
estreada a “Fantasia As Primaveras em III andamentos“, numa encomenda feita
para este festival à compositora russa Natália Pikoul, que remente para a obra
do compositor e músico recentemente falecido Francisco Filipe Martins.
“A internacionalização dos Encontros de Guitarra processa-se este ano de
uma forma que nos é particularmente grata, dado os estreitos laços
estabelecidos com Cabo Verde”, destaca Emília Cabral Martins.
Em maio do corrente ano de 2014, a OCC deslocou-se a Cabo Verde, a convite
do Ministro da Cultura, Dr. Mário Lúcio de Sousa, que declarou a OCC, além de
“fundadora da Orquestra Nacional de Cabo Verde”, como sendo parte integrante
desta, tendo ainda atribuído o título de “Maestro Honorário Vitalício da
Orquestra Nacional de Cabo Verde” ao maestro titular e diretor artístico da OCC
David Lloyd.
A apresentação dos VIII Encontros Internacionais da Guitarra decorreu na
última terça-feira à tarde em Coimbra, e nela participou Amadeu Carvalho,
Diretor Comercial de Particulares e Negócios (Região de Coimbra Centro) da
Caixa Geral de Depósitos, mecenas do evento desde a primeira edição.
“A CGD tem assumido um papel ativo na comunidade, privilegiando a criação
de valor global para os clientes particulares, empresas ou instituições locais.
Apoia estes Encontros desde a sua 1ª edição, numa ação continuada de divulgação
da música, criação de novos públicos e promoção da atividade cultural”, referiu
o representante da instituição bancária.|

Mais informações em Orquestra Clássica do Centro