AÇÃO SOCIAL – Misericórdia faz obra em Carvalho e em Penacova

0
2

O
diagnóstico da Rede Social apontava falta de apoio social à população sénior da
freguesia de Carvalho e a Santa Casa da Misericórdia entendeu que devia suprir
essa lacuna. O centro de dia e apoio domiciliário, foi inaugurado domingo. José
Amaral, vice-provedor, recorda as carências, em termos de respostas sociais,
numa «freguesia bastante dispersa», que dista cerca de
15 quilómetros da
sede do concelho. Em
2007, a
Santa Casa avançou com uma candidatura ao PARES (Programa de Alargamento da
Rede de Equipamento Sociais) e a obra arrancou nos finais desse ano, princípios
de 2008, contando com o apoio financeiro do programa (118.142 euros) e da
Câmara 
de
Penacova (67.934 euros), com a Misericórdia a assumir, «com capitais próprios»,
uma verba de 158.806 euros.
O
Centro de Dia tem capacidade para 30 utentes, e a valência de apoio
domiciliário está preparada para dar resposta a 15 e ambas estão em pleno
funcionamento. Todavia, apesar das carências existentes na freguesia de
Carvalho, a verdade é que o equipamento ainda está a “meio gás”. Não por falta
de utentes, diz o responsável, que admite que as «pessoas estão à espera de ver
como funciona». Por isso, acredita que, «dentro de um, dois meses» a lotação
estará esgotada.
Mas
se a Santa Casa de Penacova centrou, nos últimos tempos, as suas atenções e
investimento no Carvalho, não descurou a sede do concelho. «Em paralelo também
fizermos obras na sede, em Penacova», explica José Amaral, apontando para a
construção de um novo edifício para instalar a creche, em substituição do espaço
pertencente ao município onde esta valência estava a funcionar. As obras
incluíram espaço para os serviços administrativos, um salão polivalente e ainda
uma garagem.
 A creche representou, explica o vice-provedor,
um investimento de perto de 300 mil euros, com uma comparticipação de 150 mil,
apoio da Câmara e da Segurança Social, mas as restantes obras foram todas
suportadas a expensas da instituição. Ao todo, no Carvalho e em Penacova, o
investimento total ronda os 600 mil euros, adianta José Amaral, sublinhando uma
comparticipação na ordem dos 300 mil euros.
A
creche, com capacidade para 30 crianças, bem como polivalente, que pode receber
60 pessoas, garagem e instalações administrativas funcionam no complexo da
Misericórdia, na Rua de Santo António, junto ao lar de idosos, em Penacova. Ali bem
perto está, também, o edifício do antigo hospital, pertencente à Misericórdia, onde
existe uma capela, dedicada à Senhora da Guia, que se perfila como a próxima
intervenção a efectuar. José Amaral não esconde a vontade de avançar com uma
intervenção extensiva ao edifício do ex-hospital. Todavia, ressalva, tudo está
dependente de uma eventual transacção, uma vez que «há interessados na comprado hotel – onde a Misericórdia é um dos maiores accionistas – e também doantigo hospital». Se o negócio avançar, certamente serão outras as obras de
requalificação a efectuar pela Santa Casa. | Manuela Ventura