DIVISÃO DE HONRA – Invencibilidade do União FC à prova na Carapinheira

0
1
Equipa de Gavinhos
invicta na visita ao Carapinheirense. Para a Taça AFC, o triunfo sorriu aos
“azuis e brancos” do Baixo Mondego
O
União FC é líder da Divisão de Honra da AFC na deslocação ao reduto dos “azuis
e  brancos” da Carapinheira, equipa que procura
terminar com a invencibilidade do conjunto de Figueira de Lorvão que, na
presente temporada, apenas sofreu uma derrota, precisamente contra o
Carapinheirense para a Taça AFC (1-3), em Gavinhos.
A
vitória construída na pretérita jornada com a candidata Académica/OAF, na
Pedrulha, pela margem mínima (0-1), deixa o Carapinheirense numa posição ainda
mais motivada para se “travar de razões” com os unionistas de Figueira de
Lorvão. Naturalmente que o jogo para a Taça AFC nada tem a ver para o
campeonato, pelo que “cautela e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém”.
No
entanto, António Cortesão já arquitectou um “onze” capaz de manter os índices
de produtividade em alta, até porque o Carapinheirense mantém-se fiel aos
princípios de proliferar um futebol prático e objectivo, sem descurar os
movimentos rápidos que o conduzam a obter o rendimento exigível.
Na
qualidade de visitante, o União FC vai procurar não “apagar” do horizonte o
provérbio “candeia que vai à frente alumia duas vezes”, a fim de caminhar na
dianteira de tudo e de todos para ter a melhor possibilidade de atingir a meta
traçada no início do campeonato, embora pela frente terá de suportar uma “armada”
com vários recursos para “abrir” brechas nas linhas defensivas adversárias,
contando para isso com o “bombardeiro” Seidy.
Interessante
será, igualmente, a partida entre o Febres e a Académica/ SF, duas equipas bem cotadas
na “bolsa de valores” e que resistem nos lugares da frente, embora venham de
duas derrotas comprometedoras fren te ao União FC (3-0) e Penelense (0-1),
respectivamente.
Depois
de um início algo perturbador, o Penelense parece ter encontrado finalmente o
caminho das vitórias, recebendo amanhã
o Lagares da Beira com a moral em alta, numa ronda em que o Ançã, após deixar
na última jornada todos os pontos em casa do próximo adversário da formação de
Penela (2-1), é anfitrião do Pampilhosense.
Depois
da derrota do Touring na Tocha (3-0), a formação da Praia de Mira recebe a
Académica/ OAF com o pensamento de querer recuperar algum “fôlego”, mas os
estudantes ambicionam passar mais este exame.
Após
um ciclo negativo, o Eirense terá oportunidade para somar o segundo triunfo
consecutivo frente ao Condeixa, o mesmo sucedendo ao Vigor na recepção ao
Tocha. No jogo de aflitos, o “lanterna vermelha” Arganil recebe o penúltimo
classificado Cova-Gala.| Carlos Sousa