DIVISÃO DE HONRA – União FC é o único ainda invicto

0
4
Na
10.ª jornada Equipa de Figueira de Lorvão recebe o Touring e tenta manter
distâncias para o 2.º classificado
O
União FC continua a ter uma prestação quase imaculada na Divisão de Honra da AF
de Coimbra. Os unionistas da “era” Cláudio Garcia chegam à 10.ª jornada na
condição de única equipa invicta na competição. Com sete vitórias e dois
empates, o União FC mantém-se sem derrotas, apesar de já ter enfrentado alguns
testes de grau de dificuldade elevado, como foi a mais recente deslocação à
Carapinheira, na pretérita ronda, e Febres, na qualidade de visitado. Dois
jogos em que a formação da freguesia de Figueira de Lorvão terminou com saldo
positivo: empatou frente ao Carapinheirense (1-1) e venceu por 3-1 na recepção
ao conjunto proveniente da capital dos ourives.
Este
registo de invencibilidade após 9 rondas está a começar a ser um “quebra-cabeças”
para os adversários “mais chegados”. Domingo, defronta no “Feira Nova” o
Touring,equipa da Praia de Mira que vem do desaire caseiro (0-1) frente à
Académica/OAF, pelo que o caminho dos triunfos não deverá, à priori, sofrer
qualquer desvio.
No
segundo lugar, com 19 pontos, apenas a quatro do líder mas com menos um jogo,
está o Carapinheirense que também tem um registo impressionante. Com apenas 3
golos sofridos, o último dos quais consentido já em período de compensação no confronto
com o União FC na ronda anterior, a equipa comandada por António Cortesão é a menos
batida do escalão e também a mais concretizadora, com 24 tentos.
Em
nítida recuperação continua o Penelense. A vitória em casa frente ao Lagares da
Beira, por 2-0, pode servir de rampa de lançamento para novo sucesso na visita
ao Estádio Municipal de S. Mateus, em Pedrógão Grande,
para defrontar o Pampilhosense que, na última ronda, empatou a dois golos em Ançã,
pelo que o estado de espírito também está em alta.
Em
igualdade pontual estão as Académicas, com 15 pontos, e ambas jogam domingo em casa. A Secção de
Futebol actua no “Universitário” frente ao Carapinheirense e o Organismo Autónomo
de Futebol recebe, na Pedrulha, o Vigor. Dois jogos de prognóstico reservado
dado o valor qualitativo das equipas em presença.
Eirense e Ançã mostram a raça no
Vale do Fôjo
O
Febres, que em determinada altura andou pelos “píncaros” da Honra, parece ter
perdido fulgor, mas que nesta ronda pode muito bem encetar pela recuperação e
ganhar fôlego na visita a Lagares da Beira para defrontar o penúltimo
classificado.
Ainda
à procura da identificação na presente temporada estão Eirense e Ançã que,
domingo, voltam a esgrimir argumentos pelo melhor resultado e dar uma “sapatada”
na crise de resultados. A jogar em casa, a formação de Eiras vai procurar alcançar
a 5.ª vitória, perante um conjunto acérrimo mas que ainda não encontrou o
antídoto para chegar rapidamente ao desejado porto de abrigo, contabilizando somente
3 triunfos e 4 empates.
O
Cova-Gala e o Condeixa, que partilham o mesmo número de pontos (9), na 11.ª e
12.ª posição, respectivamente, defrontam-se no “Cabedelo” em busca de um
resultado que lhes permita “fugir” do fundo da tabela.
Em
época de “contenção orçamental”, o Tocha, que saiu derrotado por 3-0 do
Complexo de Fala, não está complexado na recepção ao “lanterna vermelha” Arganil,
equipa que apenas contabiliza 3 pontos fruto da vitória surpreendente fora de portas
com o Vigor (1-3). |
Carlos Sousa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui