BOMBEIROS – Estabilidade e coesão são premissas chave para nova direcção

0
2

Estabilidade
financeira e coesão entre corpo activo e órgãos sociais têm sido
a “chave” do sucesso da Associação Humanitária dos Bombeiros
Voluntários de Penacova (AHBVP). E se assim tem sido nos últimos
anos, assim será nos próximos três, período de duração do
mandato que a direcção presidida por Paulo Dias Duarte assumiu
ontem na tomada de posse dos novos corpos sociais da AHBVP.

O
líder dos Bombeiros de Penacova, que foi reconduzido no cargo até
2017, afirmou que para o novo mandato, «apesar de a estratégia ser
a da continuidade», existem «novos desafios que necessitam de ser
superados». Desde logo, na área financeira, onde, segundo Paulo
Dias Duarte, «vão surgir algumas novidades e apostas». O
presidente empossado da AHBVP anunciou a assinatura, para breve, de
um protocolo com o município onde ficará estabelecido «uma
comparticipação financeira fixa para apoio de despesas correntes»,
bem como a «negociação com outros parceiros para aumento do apoio
mensal».
Paulo
Dias Duarte pediu ainda «disponibilidade» aos membros da direcção
para que seja possível «implementar nos próximos anos a estratégia
delineada».
António
Simões, presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de
Coimbra e comandante da corporação de Penacova, efectuou uma
análise “pura e dura” dos números anuais dos bombeiros de
Penacova nas suas mais variadas vertentes (acidentes rodoviários, 64
saídas, doenças súbitas, 1915 ocorrências, transporte de doentes,
9913, incêndios urbanos e florestais, entre muitas outras.
O
operacional, todavia, aproveitou para destacar a importância do
voluntariado na profissão de bombeiro. «Somos voluntários como
qualquer outro nas mais diversas instituições, no entanto, nos
bombeiros temos uma responsabilidade acrescida, porque se nalgum
momento falharmos são vidas que se encontram em jogo. Voluntariado
nos bombeiros requer responsabilidade e dedicação», vincou António
Simões.

Humberto Oliveira, edil de Penacova, mostrou-se disponível para
ajudar os bombeiros na sua caminhada, sublinhando que a autarquia
estará sempre atenta às necessidades da corporação e da sua
direcção, independentemente das circunstâncias.
Escrito
por Ricardo Busano
Foto Ferreira Santos