ÓPERA CÓMICA – Ritornello Associação Cultural apresenta “Livietta e Tracollo” no Centro Cultural

0
3
Numa produção da Ritornello– Associação Cultural,
e composição de Giovanni Battista Pergolesi, “Livietta
e Tracollo” 
sobe ao palco do
Auditório do Centro Cultural de Penacova, no dia 28 de fevereiro, às 21h30, num
espetáculo para todo o público e especialmente recomendado às
famílias, que podem e devem aproveitar um sábado à noite para, com toda a
família, fazerem algo que não é habito.
A ópera “Livietta e Tracollo” – um intermezzo de Giovanni Battista
Pergolesi, à semelhança de “La serva padrona”, a primeira produção da
Ritornello –, tem direção musical de António Ramos, encenação de Ricardo
Kalash, desenho de luz de João Cantador e produção de Jorge Silva. A música é
interpretada ao vivo pela Camerata Joanina e, em palco, estarão Tânia Ralha e
Nuno Mendes, a quem se juntam os atores Hugo Fonseca e Guilherme Portugal (as
duas personagens “mudas”).
“Esta é uma obra belíssima”, uma vez mais num registo de comédia,
também por se tratar do “segundo intermezzo” de Pergolesi, uma espécie de
“interlúdio” cómico para uma “obra mais séria”, como era costume acontecer. Por
essa razão, António Ramos deixa o desafio à cidade para que esteja presente e
possa aproveitar de uma produção artística a envolver, uma vez mais, um
conjunto de criadores, músicos, atores, cantores, encenadores e técnicos de
Coimbra.
Para Ricardo Kalash que, uma vez mais, assume a encenação da
ópera, esta história tem uma “profundidade” especial e consegue envolver, de
uma forma “absolutamente divertida”, quem a vê e a ouve num ambiente de uma
certa “mística”, muito própria do século XVIII.

A
orquestra é a Camerata Joanina é composta pelos músicos António Ramos, Clara
Dias, Sofia Grilo, Sara Petronilho, Norberto Fernandes (violino), Ricardo
Mateus (viola), Rogério Peixinho (violoncelo), Samuel Pedro (contrabaixo), João
Ferreira (tiorba) e Rui Grenha (guitarra barroca).