FUTEBOL DISTRITAL – Ainda há tantos pontos por disputar na Divisão de Honra

0
2
19.ª jornada A Divisão de Honra promete ser de emoções fortes até final. Para já, AAC/SF e Penelense comandam


A
ronda 19 não promete facilidades para os emblemas que ocupam o pódio. A Acadé-
mica/SF tem uma visita sempre complicada a Lagares da Beira (12.º), conjunto
que vem de uma pesada derrota em Gavinhos. Atendendo ao histórico caseiro da
turma da “beira serra” são garantidas dificuldades acrescidas para o conjunto
estudantil que, contudo, irá querer patentear as insígnias de líder da prova.
Igualmente
no topo está o Penelense que depois de uma vitória esclarecedora em Arganil
volta ao convívio dos seus adeptos para defrontar o Cova Gala (11.º), emblema
que tem tido comportamentos distintos dentro e fora de casa onde apenas soma
uma vitória. Convém, contudo, destacar o futebol ofensivo dos dois conjuntos
que na primeira volta apontaram 10 golos, num 6-4 favorável aos figueirenses.
Quem
andou muito tempo no trono e agora está na perseguição é o União FC (3.º) que
regressou às vitórias antes de nova deslocação bem complicada ao reduto do
Pampilhosense (6.º) que, finalmente, volta a jogar na sua casa. O emblema de
Pampilhosa da Serra está a “trepar” na classificação e já vai em quatro
triunfos seguidos, sendo que, depois deste encontro, ainda terá mais cinco
embates seguidos na condição de visitado. Equipa a ter em conta…

O
Febres (4.º), que nos últimos 12 jogos (entre campeonato e taça) apenas perdeu
um e empatou dois, procura confirmar o seu favoritismo na recepção ao “lanterna
vermelha” Arganil, que atravessa mais uma fase negativa que já vai em quatro
desaires seguidos.

Carapinheirense
(5.º) e Vigor (9.º) querem reencontrar-se com as vitórias depois dos empates
consentidos na semana passada. A equipa da Carapinheira está proibida de perder
mais terreno para os da frente, ainda que o Vigor não se afigure uma “presa
fácil”, bem pelo contrário.

O
Eirense (8.º) recebe a Académica/OAF (7.º) num desafio entre equipas que estão
separadas por três pontos e ambas estão longe do que certamente desejavam para
esta fase da competição.

Domingo
também é dia de dérbi em Ançã, com o “ferryaço” (10.º) a receber o Tocha
(14.º). Mais “aflitos”, os visitantes vão ter de arriscar mais para chegar à
vitória, situação que o conjunto anfitrião tentará aproveitar.

O Condeixa (13.º) quer começar a
afastar-se da cauda da tabela classificativa e a recepção ao Touring (15.º)
poderá significar o retorno às vitórias depois de sete jogos sem vencer. O
conjunto da Praia de Mira não está melhor e nos últimos 11 jogos o melhor que
conseguiu foram dois empates.

Texto de Ricardo Ferreira Santos e foto de Figueiredo