PRÉMIOS DESPORTO – A 5ª Gala do Desporto vista maravilhou uma sala a abarrotar *

0
3

Na verdade, a noite do passado sábado, dia 14 de
Março de 2015, podemos dizer que foi de espectacularidade e de magia. Se as
anteriores edições foram de marcação positiva, a última, a quinta, foi uma
excepção porque foram apresentadas três novas modalidades. Em palco, as
participações especiais da orquestra da Escola de Artes de Penacova, um
projecto que o executivo se tem debatido, e que se está a concretizar; da
Aveleira veio o Kempo Chinês, constituído por 28 elementos, dos 8 aos 14 anos,
e de Figueira de Lorvão vieram as Classes Acrobáticas do Mocidade Futebol Clube
e do Centro Bem-Estar Social, com 24 elementos dos 5 aos 14 anos. Ainda em
palco a Beatriz Rodrigues, ginasta rítmica penacovense, que recentemente
participou no IT Moscow 2015 e no anterior fim-de-semana se sagrou campeã
distrital (1.º lugar em Bola, Arco e Fita), no escalão juvenil, conseguindo o
apuramento directo para o Campeonato Nacional da modalidade.

A iniciativa, que teve início em 2010, teve como
meta, na sua primeira edição, colmatar «uma lacuna existente no concelho, já
que a actividade desportiva, os atletas e associações desportivas, não
recebiam, até àquela data, qualquer reconhecimento público pelo seu esforço em
prol do desenvolvimento desportivo do concelho», como afirmou o vereador do
Desporto, Ricardo Simões.

Se para esta
quinta Gala foram atribuídos por parte do Município, 19 prémios, a atletas,
associações e entidades que se destacaram pelo seu desempenho, conduta
desportiva e esforço em defesa do desporto, houve uma particularidade, aquela
em que o presidente da Câmara Municipal de Penacova, Dr. Humberto de Oliveira, aproveitando
numerosa assistência (o Centro Cultural esteve a abarrotar…), e porque em tempo
de Feriado Municipal isto não é usual – como acentuou – fez questão em fazer
uma resenha daquilo que se tem feito no concelho, em todas as frentes da vida
concelhia, desde a sua tomada de posse em 30 de Outubro de 2009. Falando de milhões
que permitiram o avanço progressista do território, quer em vias de
comunicação, abastecimentos de água e esgotos, polos industriais,
associativismo, educação/acção social, desporto, cultura, turismo, etc., que embora
toda a gama de iniciativas/ obras tomadas e desenvolvidas, mesmo que alguns
digam o contrário, e dando esclarecimentos quanto a obras que estiveram e estão
ainda emperradas devido a anteriores responsáveis não terem sabido conduzi-las
e torná-las em realidade e por vezes dentro da legalidade, espraiou aquilo que
se tem feito, mesmo dentro do campo desportivo, com a construção de pavilhões e
requalificação de campos, não deixou de ironizar neste ou naquele ponto. No
meio de tantos milhões de euros, deixou a nota de que quanto à área do turismo,
não é só responsabilidade da Câmara, mas sim «de cada um de nós, de
empresários, dos capazes de ousar, de arriscar, de sair da zona de conforto, do
teclado e do ecrã e empreender…», apontando casos que estão a acontecer com
unidades hoteleiras do concelho e que põem culpa ao Município por não se fazer,
por não se resolver… No meio de tudo isto, refere o presidente da Câmara que,
«com mudança de mentalidades e paradigma que necessitamos», há que mudar certos
pensamentos e atitudes e avançar para bem do concelho.

Apesar de deixar
várias sugestões quanto a iniciativas que cada um pode realizar nos seus meios,
o Dr. Humberto Oliveira, apesar de uma listagem de 30 “afazeres” que o
vice-presidente da Câmara, Dr. João Azadinho lhe mandara por e-mail, deixou
esta mensagem ao vasto auditório: «O que vos quero transmitir, obviamente, é
que por muita vontade que tenhamos, nunca será possível chegar a todo o lado.
Agora o que temos obrigação de fazer e esse será sempre o nosso propósito, é
que, com seriedade, tornemos a nossa terra, a cada dia que passa, um melhor
espaço para viver, trabalhar ou visitar». Acreditando nestas suas palavras,
acredita mesmo «no equilíbrio entre os que cá moram, aqueles que para cá se
deslocam para trabalhar e aqueles que nos visitam… sem primazia de uns sobre os
outros».

Durante o espectáculo
o Grupo de Teatro de Penacova soube animar o ambiente humoristicamente.

Passando ao espectáculo…

…o penacovense Álvaro
Coimbra, jornalista da RTP, na Assembleia da República, e depois de dar a
palavra ao Prof. Sérgio Godinho, presidente do júri, que fez uma abordagem
sobre o conceito do Desporto em termos de educação e vivência humana, deu
início à apresentação dos galardoados, que foram escolhidos através de júri
para o efeito nomeado, seria precisamente este pedagogo a entregar o 1.º Prémio, «Mérito», com seu
nome, à Joana Simões (Kempo Chinês Aveleira).

2.º
Prémio
, «Dedicação», DiogoPisco (Competição da Secção de Natação de
S. Pedro de Alva), que cumpriu, em 2014, 43 semanas de trabalho atlético, com
215 dias de prática, sendo 129 em trabalho bi-diário, começando os seus treinos
às 7 horas da manhã e repetindo às 18 horas. Realizou 2.150 horas de treino,
perfazendo um volume de carga de 860.000 metros, na época em referência,
melhorando os seus recordes pessoais no espaço de um ano em 15%;

3.º Prémio, «Atleta de Formação», Adriana Cruz (Juventude Desportiva de Monte Redondo). No primeiro ano de
prática desportiva federada sagrou-se Campeã Regional no escalão de Benjamins
em BTT, vencendo as seis provas que compunham o calendário desportivo. A nível
nacional conquistou o 7.º lugar, chegando mesmo a vencer as etapas de
Cantanhede e Mea­lhada, correndo no escalão acima do seu;

4.º
Prémio
, «Treinador de Formação», Jorge Gomes (Clube Desportivo de Penacova). Com
cerca de 35 jovens a praticar atletismo num clube recém-criado, tem sido um
exemplo de dedicação e de “criação” de campeões. Na época passada os seus
atletas conquistaram 18 títulos distritais, tanto individualmente como por
equipas, três deles foram convocados para representar a Selecção Regional de
Coimbra, participando mesmo em provas do Campeonato Nacional. Um dos seus
atletas detém mesmo o recorde distrital de 2.000 metros
obstáculos;

5.º
Prémio
, «Atleta Revelação Masculino», Rafael Alves (Clube Karate Penacova). A sua
capacidade de trabalho, o seu empenho e dedicação são os adjectivos que melhor
o descrevem. Na época 2013-2014 sagrou-se vice-campeão nacional na prova de
Combate Individual; 3.º lugar no campeonato nacional de Individuais na prova de
Kata (escalão 10-11 anos) e foi decisivo na conquista do 3.º lugar na prova de
equipas em combate aquando do Nacional de Equipas;


Prémio
, «Atleta Revelação Feminina», Rita Costa (Clube Desportivo de Penacova),
sagrou-se campeã distrital dos 800 metros, em pista, no escalão de Juvenis,
voltando a repetir a façanha no Olímpico Jovem Distrital, tendo sido convocada
para representar a Selecção de Coimbra, na maior competição nacional, realizada
em Lisboa. Os
seus resultados foram determinantes para as classificações colectivas do clube;

7.º Prémio, «Equipa do Ano», Penacova
DH/União Des
portiva Lorvanense, campeã por equipas de Downhill e
Nacionais de Enduro BTT. Dois atletas foram chamados a representar Portugal no
Campeonato Europeu e do Mundo de Downhill e a equipa classificou-se em 4.º
lugar na Traça de Portugal, por equipas. A nível individual, há a registar a
inclusão de dois campeões nacionais na Taça de Portugal e quatro campeões regionais
em Downhill. Na
vertente de Enduro, uma campeã nacional e um vice-campeão, e na de Estrada e
Pista, um dos seus atletas arrecadou, durante o ano de 2014, cinco títulos
nacionais e um distrital;

8.º Prémio, «Acontecimento», Requalificação da Pista Kart-Cross da Atalhada, recebeu o representante da empresa Extramotion,
Mário Ribeiro. Iniciados os seus primeiros passos, em 2001, pelo Clube
Desportivo de Penacova, só desde Setembro do ano passado a pista tem sido utilizada
por várias equipas nacionais para testes e treinos de kart-cross e rali, como
foi recentemente o caso do ex-campeão nacional, Pedro Matos Chagas, estando já
anunciado que a pista será utilizada em provas nacionais de autocrosse.

9.º Prémio, «Entidade», Associação Ciclismo de Aveiro/Federação Portuguesa de Ciclismo. É uma entidade que tem
sido parceira incontornável do município de Penacova na realização de provas
oficiais ao longo dos últimos anos. Lorvão, Penacova, Gavinhos, Casal de Santo
Amaro têm sido locais escolhidos para provas a contar para o Campeonato
Regional de Downhill. Penacova foi escolhida igualmente para provas nacionais
de Enduro e Downhill Urbano. A Associação tem oficializado a Maratona de
BTT-Rota da Lampreia, que nos últimos anos trouxe centenas de atletas a
Penacova. Em fase de pré-homologação, está a decorrer o processo de criação do
Centro de BTT, que ao longo do concelho irá proporcionar mais de 100kms de
trilhos e caminhos, com diversos graus de dificuldade, a todos os amantes do
BTT como desporto da natureza;

10.º Prémio, «Efeméride», Equipade Futebol de 2004/2005 da Associação Desportiva e Cultural de S. Pedro deAlva. O galardão foi recebido pelo presidente da altura, Álvaro Pinheiro,
porque a equipa destacou-se na época 2004-2005, a nível distrital e
nacional, por ter realizado um campeonato inteiro com um único resultado nos
seus jogos, a vitória, somando 22. Na altura foi uma equipa que foi notícia em
diversos órgãos sociais, tendo conseguido a subida à Divisão de Honra da
Associação de Futebol de Coimbra. Só conheceu, nessa época, o amargo da derrota
nas meias- finais da taça;

11.º Prémio, «Veteranos», Secção de Veteranos do União Futebol Clube. Esta secção, representada por Paulo
Alves, foi criada há apenas cerca de dois anos, conta mais de 30 atletas e com
esta idade nova, tem desempenhado a sua tarefa cultural e de promoção do concelho,
tentando abranger o maior número de equipas dos mais diversos pontos do país
que visitam Penacova, tendo por esta altura já mais de 30 jogos realizados. Nos
seus dois anos de existência já por duas vezes se deslocaram à cidade francesa
de Versalhes para disputa de um torneio internacional, tendo vencido o mesmo
nas duas edições, com a curiosidade de o ter feito sem sofrer nenhum golo;

12.º Prémio, «Carreira», António Manuel Correia Almeida (Ventura). Carreira dedicada ao atletismo, onde se
destacou ao serviço do Mocidade Futebol Clube e Casa do Povo de Penacova.
Competiu em dezenas de provas a nível nacional e regional, alcançando com
regularidade resultados de mérito e reconhecidos, destacando-se o 2.º lugar
individual e o 1.º por equipas no Nacional de Corta-Mato; 2.º lugar no
Distrital de Estrada e Corta-Mato na mesma época, dois terceiros lugares em
épocas consecutivas no Distrital de Corta-Mato. Numa das provas com mais renome
da década de 70, a
Volta à Cidade de Coimbra, em estafetas, conseguiu ainda ser peça influente
para o segundo lugar da sua equipa, numa prova onde participaram os melhores
atletas nacionais;

13.º Prémio, «Atleta do Ano Masculino» – Francisco Pardal
(Penacova DH/UDL). 2014 foi o ano de Francisco Pardal. Sagrou-se campeão
nacional e venceu a Taça de Portugal de Downhill em Elites. Representou
Portugal
nas etapas da Taça do Mundo na África do Sul, USA,
Áustria e França, conseguindo mesmo o terceiro lugar no Europeu disputado na
Itália. Juntou aos títulos individuais o título nacional por equipas, bem como
o título regional, na última prova da época disputada na Pista de Lorvão;

14.º Prémio, «Promoção Desportiva»,
Associação de Melhoramentos, Cultura e Recreio de Silveirinho, a
completar este ano 23 anos, desde a sua fundação tem tido um papel preponderante
no apoio ao desporto jovem. Nesse âmbito, ao longo dos anos foram dotando a sua
sede de melhores condições, incluindo a construção de um polidesportivo no
terreno existente, no qual são ministradas aulas de Ballet e de Zumba, para
toda a franja populacional, realizados torneios desportivos, passeios BTT, bem
como a criação recente da Escola de Atletismo. São algumas destas bandeiras que
a Associação promove como hábitos de vida saudáveis a dezenas de associados;

15.º Prémio, «Compromisso com o
Desporto», Mauro Fonseca (Clube de Pesca de Penacova). Com apenas três
anos de competição federada, entre centenas de praticantes, subiu este ano às
divisões de topo da Pesca Desportiva, onde brevemente disputará o acesso à
selecção. Na época 2013-2014 venceu nove provas ao serviço do Clube de Pesca de
Penacova e o seu compromisso com o desporto fica vincado na sua faceta, dado
que, para além de pescador, é ainda atleta de futsal nos seniores do GSSDCR de
Miro;

16.º, Prémio «Treinador do Ano», Jéssica Ralha (Kempo Chinês Aveleira). A sua recém-criada escola conta já com 28
participantes, dos 8 aos 14 anos. No ano passado, além da Jéssica conseguir o
título mundial, atingiram mais duas das suas atletas atingiram um nível
elevado, com mais um título mundial, um vice-campeonato em 3.º lugar de Kempo
Chinês da Aveleira, arrebatando também dois títulos mundiais, sete títulos
nacionais, acumulando com outros lugares de relevo, principalmente segundos e
terceiros lugares em estilos como Combate, Formas de Mão Vazia, Light Contact,
Formas com Arma, Defesa Pessoal, etc., como aliás se viu na demonstração no
início desta gala;

17.º Prémio, «Atleta Feminina do
Ano», Débora Carvalho (Kempo Chinês Aveleira). Com 14 anos, a Débora
conquistou o título mundial o ano passado no estilo de Formas Vazias, bem como
o vice-campeonato mundial nas formas de Mãos Vazias Suave e Formas com Arma. No
Campeonato Nacional disputado em Vagos, perante dezenas de atletas da sua
categoria, repetiu o título em Formas Mãos Vazias, bem como o segundo lugar em
Formas com Arma;

18.º Prémio, «Prémio Especial do
Júri», Manuel Pedroso (Clube Desportivo e Cultural de Penacova). Após
vários anos com classificações em 2.º e 3.º lugar nos Campeonatos Nacionais da
1.ª Divisão de Pesca à Pluma, em 2014 sagrou-se campeão nacional. Este atleta
foi apurado e competiu em 9 Campeonatos do Mundo de 11, em que a selecção
portuguesa participou, além de ter competido no único Campeonato da Europa que
o país se fez representar. Este ano de 2015 vai participar novamente no Campeonato
do Mundo, a disputar na Bósnia-Herzegovina, em virtude de se ter sagrado
campeão nacional em 2014; e

19.º Prémio, «Município Penacova», Futebol Clube de Paradela. Fundado
no início dos anos 50, mas só foi registado em 1973. Foi o primeiro campo de
futebol da freguesia de Lorvão e um dos primeiros do concelho de Penacova, cuja
construção foi levada a efeito por um grupo de homens mais abastados de
Paradela de Lorvão: António Maia Rodrigues, António Gomes da Conceição, António
Pedro… Nesta época os jogadores só participavam em torneios locais. Entre
1956-1966 o campo sofreu obras de melhoria, em 1975 foram construídos os
balneários e o Futebol Clube de Paradela entrou nos Campeonatos do INATEL,
sendo campeão distrital em 2000, 2005, 2009, 2010 e 2011, ano em que ficou em
3.º lugar no Campeonato Nacional do INATEL.

*Texto e fotos de José Travassos de Vasconcelos – A Comarca de Arganil – edição impressa de 19.03.2015