DIVISÃO DE HONRA – Equipas proibidas de perderem pontos

0
3
25.ª jornada – Equipa da Carapinheira proibida de perder para
manter corrida ao título. Com o União FC no encalce, os estudantes também não
podem ceder pontos

O líder Académica/SF tem domingo
uma curta viagem à Carapinheira mas, quiçá, a mais difícil do campeonato. Uma
derrota pode “recambiar” os estudantes para a segunda posição, caso o seu
mais directo opositor vença em Mira, traduzindo-se num revés nas suas
aspirações, Já uma vitória coloca praticamente fora de combate o
Carapinheirense da corrida ao título. Trata-se de um jogo de roleta russa, pois
uma “bala perdida” num cenário de tudo ou nada pode ser a morte do artista.

O factor casa tem quase sempre
uma enorme influência, mas atendendo à qualidade das equipas, todo o cuidado é
pouco. Uma partida que pode esclarecer muitas dúvidas, embora o Carapinheirense
carregue algum favoritismo, até por ter conseguido um triunfo moralizador para
a Taça AFC, que lhe permitiu chegar à final.

O União FC viaja até Mira para
defrontar o Touring e tem uma excelente oportunidade para “sacudir” alguma
pressão, um a vez que o seu adversário vem de uma série negativa de três
derrotas consecutivas. Os visitados encontram-se no penúltimo lugar, enquanto
os visitantes são segundos, com 39 pontos de diferença.

O Penelense continua de pedra e
cal na luta pelo título. A derrota caseira com o líder na última ronda não
apaga os bons resultados conquistados, pelo que a recepção ao Pampilhosense é
encarada com enorme optimismo.

O Vigor, praticamente com a
classificação definida para esta época, é anfitrião da Académica/OAF, equipa
que falhou o objectivo de subida. Neste patamar encontra-se o Febres que, já
praticamente fora de combate pela subida, defronta em casa o Lagares da Beira.
Ançã e Eirense voltam a reencontrar-se para mais um jogo emotivo, mas sem o
“tempêro” das grandes decisões à semelhança de anos anteriores. Separados por
um escasso ponto, a favor do conjunto de Eiras, este pode ser o atractivo
suplementar entre dois clubes que se conhecem mutuamente. O Condeixa, que
procura “fugir” aos lugares da despromoção, recebe o Cova-Gala, enquanto o
Tocha quer sair vitorioso do terreno do “lanterna vermelha” Arganil.