SAÚDE – Região Centro entre as melhores do mundo no campo da vacinas

0
4

“A região Centro Regista uma das
melhores das taxas de vacinação do mundo”. Quem o garante é José Tereso,
presidente da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), que, ontem, se
participou, no Hospital Pediátrico de Coimbra, na sessão comemorativo do 50.º
aniversário do Programa Nacional de Vacinação (PNV).
Os dados divulgados pelo projeto
“Excelência na Vacinação”, relativos à cobertura vacinal no Centro, vêm
confirmar “os excelentes números” da região.
Os resultados da ARSC em 2014
atingiram as metas propostas pela tutela, em praticamente todas as vacinas, com
os números a fixarem-se, na sua maioria, em valores superiores a 90 pontos
percentuais de cobertura na comunidade.
Articulação
entre serviços está na base do sucesso
“É uma homenagem merecida às cinco
décadas de uma nova vertente de prevenção em saúde pública. Não é possível
calcular os benefícios que este programa já trouxe aos nossos utentes”,
enfatizou José Tereso, co-protagonista da sessão de abertura do encontro,
juntamente com o presidente do Conselho de Administração do CHUC, José Martins
Nunes.
 Para o responsável da ARSC, o êxito dos
números apresentados pelo Centro na cobertura vacinal deve-se à “articulação
eficaz entre os vários serviços de saúde da cidade”.
Convencer
os mais céticos é o próximo desafio
Já João Pedro Pimentel, diretor do
Departamento de Saúde Pública da ARSC, aponta os próximos desafios da região no
que à vacinação diz respeito. “O nosso foco, agora, está entre os grupos que se
opõe a este mecanismo de prevenção, seja por questões religiosas ou por terem
encontrado outras soluções. É sobre estas pessoas que temos de intervir”,
frisou o responsável, realçando que, contudo, nesta matéria, a ARSC “está muito
bem”.
Organizada pela ARSC, em parceria com
a Associação de Saúde Infantil de Coimbra e o CHUC, a iniciativa contou com um
momento musical, interpretado pelo Coro Infantil do Colégio Bissaya Barreto. De
resto, a conferência inaugural da sessão, intitulada “Os 50 anos do PNV”,
esteve a cargo da pediatra Ana Leça, sendo que o encontro culminou com a
intervenção de Francisco George, Diretor Geral da Saúde.