BOMBEIROS – Inaugurações e homenagens no encerramento das comemorações dos 85 anos

0
0
A Associação Humanitária dos
Bombeiros Voluntários de Penacova assinalou, ontem, o 85.º aniversário. O dia
foi marcado por inaugurações das novas viaturas e homenagens a só- cios da
associação e operacionais. Na ocasião, várias foram as referências feitas a
Miguel Macedo, ex-ministro da Administração Interna, pelo contributo que deu na
aquisição de novos meios de combate a incêndio.
“Hoje podemo-nos orgulhar dos
equipamentos que temos e também do corpo ativo”, afirmou António Simões,
comandante dos Bombeiros Voluntários de Penacova, que aproveitou para recordar
todos aqueles que fazem parte da história da associação, nomeadamente
bombeiros, comandantes e órgãos sociais. “Para chegarmos a este patamar,
aprendemos e partilhámos com muitos outros este caminho”, reforçou o
comandante.
António Simões aproveitou para
destacar a boa relação com Câmara Municipal de Penacova e com várias juntas de
freguesia, assim como com a GNR e com a direção da Associação Humanitária dos
Bombeiros Voluntários de Penacova.
Bombeiros e sócios foram homenageados

 A cerimónia do aniversário foi a ocasião
escolhida para inaugurar um conjunto de viaturas, nomeadamente, ambulância,
veículos de combate a incêndio e embarcação. Com a exibição, “afirmamos a nossa
capacidade operacional e damos a conhecer à sociedade a sensação de segurança a
que eles têm direito”, acrescentou. O ex-ministro da Administração Interna foi
uma das figuras destacadas durante o momento da inauguração. O deputado
Maurício Marques, que foi chamado a representar Miguel Macedo, manifestou a
“honra” em fazer essa representação e fez questão de dizer que “foi um dos
melhores ministros de Portugal”.
À semelhança do que tinha
acontecido no ano passado, a associação decidiu prestar homenagem aos 25 sócios
mais antigos. As distinções não ficaram por aqui e foram atribuídas várias
medalhas de assiduidade e uma medalha de dedicação.
50 ocorrências por dia

De acordo com António Simões, o
corpo de bombeiros de Penacova regista, em mé- dia, 50 ocorrências diárias.
Também por dia, existem 10 emergências. “No ano de 2014, passaram pelas
ambulâncias dos bombeiros 9.900 doentes, que é mais do que metade da popula-
ção do concelho”, revelou o comandante.
Durante o seu discurso, Paulo
Dias, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de
Penacova, destacou a atividade da escola de formação – que começou a funcionar
só este ano –, que conta já com 40 jovens. O dirigente da associação aproveitou
ainda para referir algumas das reformulações feitas durante o seu mandato, como
por exemplo a instalação de sistema de videovigilância. Os projetos futuros
passam por submeter uma candidatura aos fundos comunitários com vista à
aquisição de um veículo urbano de combate a incêndios. A melhoria das
instalações, nomeadamente as camaratas e garagens, são outros dos objetivos a
serem concretizados.
Continuar a lutar por reformas

Jaime Soares, presidente da Liga
de Bombeiros Portugueses, lamentou o facto de haver câmaras no país que “não
dão um cêntimo aos bombeiros portugueses”. Neste dia, o dirigente da Liga
aproveitou para reforçar a vontade de continuar a lutar por reformas,
nomeadamente no que está relacionado com a reposição da isenção das taxas
moderadoras para os bombeiros. A criação do cartão social do bombeiro é outro
dos objetivos de luta da Liga. Jaime Soares manifestou também a vontade de
tornar a Liga o primeiro parceiro do Conselho Nacional para a Economia Social.
A sessão do aniversário dos
bombeiros foi encerrada por Humberto Oliveira, presidente da Câmara de
Penacova, que aproveitou para elogiar o comando e a direção da associação na
“capacidade de aglutinar toda esta estrutura”, que contribui para a prestação
de um “trabalho de qualidade”. 
Texto de Joana Santos e foto de Pedro Viseu