ENERGIA – EDP oferece multitomadas em encomendas via net

0
3
EDP Serviço Universal está a
oferecer multitomadas inteligentes a todos os consumidores residenciais que
pretendam reduzir os consumos em stand by dos equipamentos em sua casa e, como
consequência, poupar na fatura de eletricidade.
A campanha, que está disponível
desde ontem em www. edpsu.pt, promove a utilização de uma multitomada inteligente
“que desliga automaticamente todos os restantes equipamentos, sempre que o
equipamento principal é colocado em modo stand by”. Os consumidores
interessados deverão efetuar o seu pedido no site da campanha, recebendo a
oferta em sua casa, pelo correio. São 90.000 unidades.
Esta iniciativa insere-se no
Plano de Promoção de Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, promovido pela
Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.
Afinando pelo mesmo diapasão, a
EDP e o National Geographic Channel estão à procura da casa mais eficiente de
Portugal no que diz respeito aos seus consumos energéticos. As famílias
residentes em Portugal Continental poderão candidatar-se, até ao dia 11 de
outubro, preenchendo o formulário disponível em energia.edp.pt/casamaiseficiente.
Após a fase de candidatura serão
selecionadas as 50 famílias com as casas mais eficientes, sendo automaticamente
premiadas com uma auditoria energética EDP.
Do resultado destas auditorias,
um painel de júri com personalidades ligadas à arquitetura, engenharia e
temáticas de eficiência energética irá selecionar as cinco casas mais
eficientes de Portugal, que serão apresentadas como exemplos a seguir em termos
de práticas energéticas eficientes, através spots televisivos que irão ser
emitidos no National Geographic Channel, na FOX e na FOX Life. O grande
vencedor será premiado com um carro elétrico, Renault Twizy.
Esta iniciativa tem como
principal objetivo sensibilizar os consumidores portugueses para os melhores
comportamentos em termos de eficiência energética mostrando como é possível
diminuir o valor da fatura de energia, sem abdicar do conforto.
Estima-se que a iniciativa venha
a contribuir para a mudança de comportamento e atuação dos consumidores e
também para a transformação do mercado no sentido da adoção de equipamentos
mais eficientes. A poupança pode ir até aos 44 euros por ano.