ACIDENTE – Colisão frontal no IP3 provoca quatro feridos

0
1
Quatro feridos ligeiros foi o
resultado de um acidente de via- ção, ocorrido ontem à tarde no IP3, ao
quilómetro 69, Oliveira do Mondego, Penacova. Duas viaturas ligeiras, uma de
passageiros e outra de mercadorias, colidiram frontalmente, provocando dois feridos
em cada um dos veículos.
O alerta foi dado às 17h19, de
acordo com o Centro Distrital de Operações de Socorro de Coimbra e a primeira
informação, fornecida por um condutor que circulava no IP3, apontava para a
ocorrência do acidente junto à ponte de Santa Comba Dão e não de Oliveira do
Mondego. Um “desacerto” que levou os Bombeiros de Santa Comba a colocarem-se a
caminho, segundo apurámos junto do comandante António Simões, dos Voluntários
de Penacova, que superintendeu as operações de socorro.
Chegados à ponte, não
vislumbraram qualquer acidente e prosseguiram pelo IP3, acabando por
“encontrar” o acidente e os seus congéneres de Penacova, junto à ponte de
Oliveira do Mondego. Uma presença que se acabou por revelar produtiva, de
acordo com o comandante Simões, uma vez que as quatro ambulâncias – duas de
Santa Comba e outras duas de Penacova – foram necessárias para transportar os
quatros sinistrados, com idades entre os 32 e os 53 anos, dois de Vila Verde,
Tourais, e os outros dois de Seixo da Beira, Oliveira do Hospital, e Fiais da
Telha, Carregal do Sal, para os Hospitais de Coimbra.
O mau tempo será o principal
responsável por esta colisão no IP3. Já antes, na zona da Raiva, também naquela
via, de acordo com o comandante de Penacova, se registou um primeiro acidente,
com o despiste de uma viatura, sem danos pessoais a assinalar.
Além das quatro ambulâncias, para
Oliveira do Mondego seguiu, também, o veículo de desencarceramento dos
Bombeiros de Penacova, que não foi necessário para resgatar os sinistrados, mas
se revelou útil para a «sinalização do acidente», afirma Simões.
A circulação no IP3 esteve
interrompida, no sentido Coimbra-Viseu, durante as operações de socorro, com o
trânsito a ser desviado para a Estrada Nacional 2, rumo à Barragem da Aguieira,
voltando ao IP3 na zona do hotel Vila Nancy. No sentido Viseu/Coimbra, embora
com alguma morosidade, a circulação manteve-se. operacional.