FUTEBOL DISTRITAL – Começa o ataque ao trono da Honra

0
3
Domingo a festa do “desporto-
-rei” faz-se em oito palcos do distrito de Coimbra. A Divisão de Honra AFC
arranca e a grande questão que se coloca é quem terá mais argumentos para
suceder à Académica/SF no quadro de honra da competição.
Este ano, a grande novidade é
mesmo o Sourense, conjunto que durante anos a fio disputou as provas nacionais
e regressa agora ao principal campeonato do distrito. Chegar do Nacional
confere (quase automaticamente) o estatuto de “candidato” ao conjunto de Soure
que se estreia amanhã com uma visita ao Campo Vale do Fojo, reduto do Eirense,
um clube que se prevê a lutar pelos lugares cimeiros.
A festa da Divisão de Honra este
ano volta a três localidades de concelhos distintos. O Águias
(Montemor-o-Velho) foi campeão distrital na 1.ª Divisão na última época e
estreia-se em casa do Vinha da Rainha (Soure), conjunto que também regressa ao
convívio dos “grandes”. Também o Poiares festejou no final da época passada e
pretende, agora, fixar-se de vez na Honra. Domingo a bola começa a rolar com a
recepção ao União FC (Penacova), que depois da brilhante prestação da época passada, ficou
em 2.º, pode agora almejar a algo mais.
Os restantes concorrentes são
“velhos conhecidos” da época passada e que auguram, certamente, melhorar os
seus desempenhos.
Refira-se, por curiosidade, que
apenas o concelho de Coimbra “tem direito” a receber dois jogos na ronda
inaugural. Para além do encontro já referido em Eiras, ali bem ao lado, na
Pedrulha, os sub-23 da Académica/OAF defrontam o Penelense num embate entre
equipas que prometem andar nas lides da subida.
Em Condeixa há vontade de fazer
mais e melhor no segundo ano seguido de Divisão de Honra. O regresso está
marcado diante do Vigor, conjunto que venceu Taça AFC e Supertaça na recta
final de 2014/2015.
Na Pampilhosa da Serra há uma
equipa a ter em conta pela regularidade patenteada nos últimos anos. O
Pampilhosense começa por defrontar o Carapinheirense conjunto que quer manter o
estatuto de “grande” deste patamar.
O Ançã e o Lagares da Beira têm
por tradição saber fazer jus do factor casa e é isso que vão procurar fazer
diante de Cova- -Gala e Febres, respectivamente. Se os figueirenses querem fazer
uma prova tranquila, já o Febres aponta aos lugares cimeiros de uma época aquém
do esperado.