BATALHA DO BUSSACO – Duas centenas de participantes nos caminhos das tropas anglo-lusas

0
2
Foram um sucesso os dois passeios
noturnos encenados, que recriaram o momento em que “as tropas anglo-lusas
atravessam o vale do Mondego”, em Penacova, inseridos no projeto “Caminhos da
Batalha do Bussaco”.
Um percurso onde se pisou
história, percorrendo-se alguns dos caminhos das tropas na tomada de posição
para a Serra do Bussaco, local que viria a ser palco da mais importante Batalha
da 3.ª Invasão Francesa. O momento alto do passeio foi a travessia do rio
Mondego por parte dos participantes, uma experiência que marcou todos os
presentes. 
Há 205 anos atrás, foi assim que a grande maioria das tropas
anglo-lusas (cerca de 40 mil homens), comandadas pelo General Arthur Wellesley,
mais tarde Duque de Wellington, atravessaram o rio, rumo à Serra do Bussaco. Durante
a travessia foi projetada uma gravura de Thomas Staunton St. Clair, major que
acompanhava uma das divisões das tropas, que aliada aos efeitos de luzes, som e
tochas, reproduziu uma agradável paisagem.
Os passeios contaram com várias
atuações cénicas ao longo dos percursos, até à sua chegada ao Mont’alto. Estes
passeios decorreram a 11 e 18 de setembro e contaram com 200 participantes. As
“Comemorações dos 205 anos da Batalha do Bussaco” são uma parceria dos
municípios da Mealhada, Mortágua e Penacova e Fundação Mata do Bussaco. No
próximo dia 25 irá realizar-se um novo passeio noturno encenado “as vésperas da
Batalha”, que percorrerá os três municípios parceiros no projeto “Caminhos da
Batalha do Bussaco”