5 DE OUTUBRO – Penacova estuda projecto para dinamizar casa de António José de Almeida

0
2
O município de Penacova está
determinado em dinamizar a casa onde nasceu António José de Almeida – sexto
Presidente da República de Portugal, cargo que exerceu entre 1919 e 1921 –
situada em Vale da Vinha, União de Freguesias de S. Pedro de Alva e S. Paio do
Mondego. Para o efeito, a autarquia liderada por Humberto Oliveira adquiriu o
emblemático espaço há um ano e estabeleceu uma parceria dinâmica com o Museu da
Presidência tendo em vista a definição estratégica da utilização da casa e da
sua fruição pública.
«Neste momento estamos a estudar
o melhor projecto para implementar naquele espaço histórico. Seja para museu,
centro de estudos ou para uma componente empresarial o principal objectivo é a
atracção de pessoas ao espaço para que este tenha uma utilização periódica»,
revelou o edil de Penacova.
A parceria encetada com o Museu da Presidência, torna-se «uma mais-valia», frisou o autarca, porque «permite
criar um projecto que seja emblemático para preservar o simbolismo histórico e
político de António José de Almeida». É no fundo, avançou Humberto Oliveira,
«um esforço do município para preservar a sua história e perpetuar os seus
símbolos».
Após decidir a finalidade a dar
ao espaço, a autarquia irá elaborar um projecto de restauro e execução,
juntamente com um projecto de utilização da casa, que será alvo de uma
candidatura a fundos comunitários dado que o município só por si não tem
capacidade para a obra de recuperação.
A casa do antigo republicano,
licenciado em medicina, foi adquirida por 50 mil euros, após um período de
negociações de cerca de três anos, tendo a escritura sido assinada no dia 5 de
Outubro de 2014, no Museu da Presidência, em Lisboa, cerimónia que culminou com
a recepção da comitiva penacovense pelo actual chefe de Estado, Aníbal Cavaco
Silva.