SOLIDARIEDADE – Distrito de Coimbra generoso nas dádivas para o Banco Alimentar

0
1
Ao final da tarde de ontem, a
pesagem dos bens angariados para o Banco Alimentar Contra a Fome não estava
terminada, mas os números provisórios apontavam para valores superiores à
última campanha de Dezembro. «Ainda há supermercados para fechar, mas contamos
ter angariado mais duas toneladas em relação ao ano passado», disse ontem […] José Santos Andrade, presidente da direcção do Banco
Alimentar de Coimbra.
Os números ainda provisórios
apontavam para 47,5 toneladas recolhidas no sábado e 19 que já tinham sido
recolhidas ontem até ao final da tarde. Mas ainda havia muito a recolher «até à
uma da manhã».
«Satisfeito com a generosidade»
das pessoas do distrito de Coimbra, José Santos Andrade salientou, também, o
trabalho desenvolvido pelos cerca de 2.700 voluntários que permitiram por de pé
mais uma campanha. E esta, sublinhou, correu especialmente bem, já que permitiu
chegar a 92 pontos de recolha (no ano passado foram pouco mais de 80) e incluir
bastantes mais mini-mercados onde nunca tinha sido possível entrar. «Foi o
maior número de sempre de pontos de recolha», assinalou o presidente do Banco
Alimentar de Coimbra, destacando ainda outra nota positiva em relação à última
campanha: o facto de nunca terem faltado voluntários que impedisse a abertura
de algum ponto de recolha de bens alimentares.
A acção nacional do Banco
Alimentar, que decorreu sábado e ontem, vai permitir, no distrito de Coimbra,
apoiar mais de 150 IPSS de todos os concelhos, incluindo Pampilhosa da Serra, o
único município onde ainda não foi possível pôr a funcionar a recolha, havendo,
no entanto, já conversações com a autarquia para que na campanha de Maio os
pampilhosenses se possam juntar a esta causa.
Quem não contribuiu este
fim-de-semana ainda o pode fazer até 6 de Dezembro, através da campanha
on-line, no site do Banco Alimentar, ou através da campanha dos vales,
disponível nas caixas dos supermercados.