PENACOVA – Presépio recebeu quatro mil visitantes

0
2
Chegou ao fim a época natalícia e
a primeira edição do “Penacova em Presépio”. Cerca de quatro mil pessoas
visitaram, nesta quadra festiva, o edifício do antigo tribunal de Penacova,
espaço que, entre 9 de dezembro e 7 de janeiro foi preparado para receber o
espírito natalício. Assim, as diversas salas do edifício apresentavam, para
além de um presépio tradicional português, representativo do concelho de
Penacova, uma mostra de modelismo ferroviário, exposição de fotografias
alusivas ao concelho e uma mostra de artesanato local, em que foi dado
particular destaque aos elementos mais simbólicos e etnográficos da cultura
local.
O evento contou com a presença,
em permanência, de dois artesãos do concelho, e com uma exposição de trabalhos
realizados por IPSS, escolas primárias e jardins de infância do concelho, que
com os seus trabalhos alusivos à quadra natalícia contribuíram para a decoração
do espaço.
Balanço positivo

De acordo com Humberto Oliveira,
presidente do Município de Penacova, “com a realização deste evento foram
ultrapassadas as expectativas para este primeiro ano, já que o “Penacova em
Presépio” se confirmou como um fator determinante para a atração de visitantes
a Penacova durante a quadra natalícia, bem como um evento extremamente
apelativo a públicos de diferentes idades”. Humberto Oliveira sublinha
igualmente que “este não é um projeto estático, encontrando-se o município já a
pensar na sua próxima edição, no pressuposto de que o “Penacova em Presépio”
deverá crescer, não apenas em tamanho, mas igualmente e, sobretudo, com o
envolvimento dos penacovenses, melhorando o seu formato expositivo, com base na
crítica construtiva”.
Agradecendo o empenho de todos
para o sucesso do evento, Humberto Oliveira não deixou de referir que, para o
município, o balanço é bastante positivo, tendo sido superadas as expectativas
criadas inicialmente, já que o evento se constituiu como um fator de maior
atratividade à vila sede do concelho, o que se refletiu na dinâmica do comércio
local.