CULTURA – Teatro Molinum valoriza as “terras e suas gentes”

0
2
Arte, património, história e
comunidade são as quatro principais vertentes que a plataforma Teatro Molinum
pretende dinamizar. Colaborando directamente com a Escola de Artes de Penacova,
o projecto de Sandra Henriques e Susana Gonçalves tem como finalidade «dar
visibilidade aos municípios, alimentar o espírito crítico e sentido de
comunidade, criar ligação ao património, tradição e história e educar artística
e esteticamente».
No fundo, explica Sandra Henriques, o Teatro
Molinum é a «arte ao serviço da valorização do património e história para a
criação de um sentimento de pertença e comunidade». O projecto pretende, acima
de tudo, «oferecer actividades artísticas e culturais regulares e voltadas para
o crescimento cultural de Penacova e concelhos limítrofes».
Sandra Henriques frisa que,
actualmente, o principal projecto denomina-se “Penamina Memória” e consiste em
«proporcionar às crianças do município de Penacova visitas animadas ao
património natural e construído do concelho, nomeadamente aos vários locais
históricos e naturais, como o Mosteiro de Lorvão, Fornos da Cal Parda, Moinhos
da Atalhada, Moinhos de Portela de Oliveira, Moinhos de Gavinhos, Vimieiro,
Cornicovo e Reconquinho». Numa perspectiva interactiva, frisa a responsável,
pretende-se «oferecer momentos educativos intencionais cujo objectivo é criar
nos mais pequenos o gosto pela história e sensibilizá-los para a valorização do
património».
O Teatro Molinum nasceu,
informalmente, em 2012, impulsionado por um convite da secção de educação da Câmara
de Penacova que lançou o desafio para a criação de visitas animadas onde, de
forma divertida e lúdica, as crianças pudessem ser convidadas a entrar na
história, com animação que envolva diálogos com personagens históricas. «Numa
mistura entre o real e o ficcional, além de dar a conhecer os locais e a sua
dinâmica, há a intenção de despertar a curiosidade e criar ligação emocional
através de histórias, jogos e experiências sensoriais, para que aquele lugar
fique gravado e seja valorizado na memória dos mais pequenos», sublinha.
Sandra Henriques revela que,
neste momento, o Teatro Molinum encontra-se a «ensaiar uma peça dirigida ao
segundo ciclo», que sairá em Abril, intitulada “A viúva e o papagaio”, de
Virginia Wolf.
Ricardo Busano – Diário de
Coimbra