PENACOVA cumpriu Abril com inauguração de jardim de infância na Espinheira

0
3
Inaugurar um estabelecimento
escolar no dia 25 de Abril é uma das melhores formas de assinalar a data que
representou a reconquista da liberdade pelo povo português há 42 anos. Esta foi
a opinião unânime daqueles que ontem falaram publicamente na inauguração
oficial do novo jardim de infância da freguesia de Sazes do Lorvão, Espinheira,
no concelho de Penacova.
Com um investimento de 126 mil
euros da Câmara Municipal de Penacova, em parceria com a respetiva junta de
freguesia, foi possível recuperar o edifício da antiga “escola primária” da
povoação da Espinheira, onde agora se concentram todas as crianças da freguesia
com idades entre os três e seis anos de idade. Embora o projeto tenha sido
contestado, inicialmente, por parte da população local, considerando o valor do
investimento elevado, a verdade é que as novas instalações conseguiram atrair
novos utentes, passando de quatro crianças que frequentavam as anteriores
instalações, na sede da freguesia, para 13, atualmente, e com expetativas de aumentar
no próximo ano letivo.
O presidente do município,
Humberto Oliveira, sublinhou que o custo deste equipamento escolar não pode ser
contabilizado num só ano, “esperemos que seja para funcionar durante os
próximos 40 anos, com a consequente amortização do investimento”.
O autarca explicou que a
localização do jardim de infância, mesmo junto ao nó do IP3, numa zona
industrial e de fácil acesso, permite servir famílias não só da freguesia. O
presidente da junta de Sazes do Lorvão, José Carlos Alves, destacou que “a
recuperação da antiga escola primária foi a única possibilidade de manter um
jardim de infância na freguesia”, até porque o outro, com apenas quatro
crianças, arriscava-se a ser fechado, de acordo com as regras do Ministério da
Educação.
Para Pedro Coimbra, deputado na
Assembleia da República pelo PS e presidente da Assembleia Municipal de
Penacova, a cerimónia no novo estabelecimento escolar – que a autarquia
integrou na sessão solene das comemorações do Dia da Liberdade no concelho – “é
uma excelente forma de assinalar o 25 de Abril em áreas que foram uma conquista
do povo: a educação e o poder local”.
O deputado municipal da CDU,
Eduardo Fonte Ferreira, não deixou esquecer que “hoje, para muitos, a realidade
é tão dura como antes do 25 de Abril”, e o deputado municipal do PS, Pedro
Dinis, destacou que “o poder local é uma das maiores conquistas, com os eleitos
a conviver diretamente com quem os elegeu”.
António Rosado – Diário as Beiras