FUTSAL – Chelo está a preparar regresso ao Nacional

0
0
Não houve título, mas houve festa. A recta final de época do Chelo foi mesmo bem emotiva. António Santos é o
treinador que conduziu o emblema do concelho de Penacova ao Nacional da 2.ª
Divisão, ou seja, de regresso às provas da Federação Portuguesa de Futebol.
«No início da época, o nosso
objectivo era estar na fase de apuramento do campeão e, aí chegados, tudo era
possível. Regressar ao Nacional era um dos objectivos, só não conseguimos ser
campeões», referiu o treinador.
Com 47 anos e com o Grau 3 de
treinador, António Santos prefere analisar a época pela positiva quando é
questionado se houve “sabor amargo” por ter terminado em igualdade pontual com
a campeã Prodeco. «Pode ver-se a situação por esse prisma, mas prefiro ver por
outro. Este foi o resulta do de muito trabalho e na meta só o confronto directo
fez a diferença na entrega do título e nós estivemos na luta até aos últimos
segundos, o que foi muito positivo», destacou.
Quanto ao regresso do Chelo ao
Nacional, o técnico garante que «tudo está a ser delineado sem se entrar em
loucuras». «Basicamente é a mesma equi pa que subiu. É um grupo extraordinário
e com uma média de idades de 24 anos. Vamos ainda tentar fazer um acerto muito
pontual para corrigir alguns desequilíbrios», garantiu.
António Santos sabe que o
Nacional da 2.ª Nacional «vai ser muito exigente», destacando contudo que «a
fase de apuramento do campeão na Divisão de Honra também foi».
Esta época, os juvenis do Chelo
conquistaram a Taça de Encerramento, dando visibilidade às camadas jovens da
colectividade. «É um prémio para a formação toda. Foi nos juvenis, mas acaba
por ser de todos, pois montámos a formação em conjunto e há muitos treinos em
conjunto entre os escalões», frisou.
António Santos garante que «a
aposta na formação é para manter» até porque «um clube como o Chelo tem de
apostar nos jogadores locais e tem de procurar fazer o melhor possível nas
camadas jovens», concluiu.
Ricardo Ferreira Santos – Diário de Coimbra