INVESTIMENTO – Município apresenta projetos de 3.25 milhões de euros para águas e saneamento

0
1


O Município de Penacova
acaba de candidatar ao PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e
Eficiência no Uso de Recursos), EIXO 3 (proteger o ambiente e promover a
eficiência  dos recursos) vários projetos que considera essenciais nesta
área, como a 
Rede de Drenagem Pública Águas Residuais de Chelo e
Chelinho; a Estação Elevatória do Parque Empresarial da Alagoa e do Coletor de
Ligação à Rede de Saneamento da Espinheira; a Rede de Drenagem Pública Águas
Residuais de Telhado e EE (Estação Elevatória); o Sistema Elevatório do SAR de
Carvoeira para a ETAR de Penacova (incluindo EE, conduta elevatória); a
Execução e Modelação em software especializado do Reforço de Abastecimento de
Água à povoação de Miro; a Execução da Conduta de Alimentação da Rede de Abastecimento
de Água à povoação de Sazes/Midões; e a Drenagem Pública Águas Residuais de
Travanca do Mondego).
Na sua totalidade, este
conjunto de projetos representa um investimento de 3.247.933,44 M€ e que, a
serem aprovados, terão uma comparticipação de 2.567.115,50 M€. De acordo com
Humberto Oliveira, presidente do município, “estas empreitadas
significam para o concelho de Penacova um acréscimo, em número de
munícipes, de beneficiários da rede pública de saneamento, uma vez que todas
estas intervenções serão ligadas a outras redes existentes e, por conseguinte,
em pleno funcionamento”.
Relativamente ao sistema de
Travanca do Mondego, a possibilidade de a empresa Águas Centro Litoral
executarem a ETAR de Travanca do Mondego abrirá a oportunidade de, num futuro
próximo, ser efetuada a ligação da localidade do Silveirinho. O Município
continua ainda a negociar com a entidade de gestão do sistema em alta a
construção da ETAR de Figueira de Lorvão que permitirá ligar as localidades de
Sernelha, Gavinhos, Póvoa, Figueira de Lorvão, Golpilhal e Granja.
No que respeita ao
abastecimento de água, nomeadamente à localidade de Miro e à Freguesia de
Sazes, as empreitadas não dependem da aprovação das candidaturas para a sua
execução, pois ambas as situações, de acordo com o município, carecem de
urgente resolução, ainda que tenham sido inseridas nesta candidatura.

Como refere Humberto Oliveira,
“todo o Executivo municipal está concentrado na melhoria da qualidade de
vida dos cidadãos e as intervenções apontadas pretendem contribuir para esse
objetivo, privilegiando os residentes no concelho de Penacova e em particular
nas zonas afetadas, para além do facto de que, com estas obras, estamos a
preservar o meio ambiente e a natureza, um ativo fundamental do concelho pelo
qual também nos temos vindo reconhecidamente a afirmar.”